Notícias de Caçador e Região

Acusado do 1º homicídio de 2018 é condenado a 10 anos de prisão

77

Foi a júri popular nesta quinta-feira, 7, Jonas de Oliveira, acusado do primeiro homicídio de 2018. O crime foi cometido em Taquara Verde, onde que outra vítima também foi esfaqueada. O réu foi condenado a 10 anos e oito meses de prisão por homicídio qualificado de Pedro Antunes, e tentativa de homicídio contra Clairton Serafin Antunes.

O júri foi presidido pelo juiz Gilberto Killian dos Anjos. Na acusação atuou a promotora Luciana Leal Musa. Já a defesa foi feita pelo advogado Cristiano Frederico Correa de Souza. O julgamento iniciou às 9h e encerrou às 21h.

A promotora defendeu a autoria dos crimes denunciados e a qualificadora de uso de recurso que dificultou a defesa das vítimas. Teses essas aceitas pelo corpo de jurados.

Já a defesa alegou a legítima defesa de terceiros, uma vez que no dia dos fatos, a mulher do réu se envolveu em uma briga e estaria apanhando. Os jurados entenderam que houve a provocação das vítimas, o que resultou na redução da pena.

O juiz negou o direito do réu em responder em liberdade e após o julgamento retornou ao Presídio Regional de Caçador, onde cumprirá a sua pena.

Veja Também
Comentários
Loading...