Notícias de Caçador e Região

Viúva Negra tem prisão domiciliar revogada e deve retornar ao Presídio

Marli de Souza, conhecida como Viúva Negra, teve a prisão domiciliar revogada pela Justiça de Caçador. Ela ficou cerca de quatro meses em casa se recuperando de uma cirurgia de retirada de trompas e ovários. Um segundo advogado entrou com pedido de prorrogação da prisão domiciliar, porém foi negado.

Conforme a advogada Márcia Helena da Silva, Marli ficou todo esse período em casa por conta da cirurgia e também complicações no pós-operatório. Mas após a última perícia com médico, ganhou alta e foi atestado que ela estava apta a retornar ao Presídio Regional de Caçador para continuar cumprindo a pena em regime fechado.

Conforme informações, Marli antes de ganhar alta médica da cirurgia, começou a sentir dores nos joelhos e procurou um médico, o qual examinou e após exames constatou que ela não possui mais cartilagem e precisa passar por um novo procedimento cirúrgico com médico especialista do caso.

Marli cogitou a possibilidade de a advogada entrar com pedido de prorrogação da prisão domiciliar para que ela fizesse todo esse tratamento e cirurgia estando em casa. Entretanto, Marcia orientou que ela retornasse ao presídio, uma vez que o perito atestou que estava apta a voltar para a prisão e após a nova cirurgia, se o médico achasse necessária a recuperação em casa, ela entraria com um novo pedido de prisão domiciliar.

Como Marli queria continuar em casa para fazer o novo tratamento, e a orientação da advogada era contrária, ela procurou um segundo advogado, Gean Luiz Cordeiro da Silva, qual entrou com pedido de prorrogação da prisão domiciliar, porém este foi negado.

 

Veja Também

Comentários estão fechados.