Notícias de Caçador e Região

Vigilância Epidemiológica alerta sobre animais peçonhentos

A Secretaria de Saúde de Caçador através da Vigilância Epidemiológica alerta a população para os cuidado com os animais peçonhentos, como aranhas, cobras e escorpiões que tem maior incidência durante o verão.

É possível evitar acidentes com animais peçonhentos de forma simples, conforme orientações da diretora da vigilância epidemiológica, Glotilde Sartori. “Manter os terrenos limpos, evitar acúmulo de lixo e entulhos, pois isso atrai ratos, que são alimentos das cobras e, baratas, que são alimentos de escorpiões. Muitos dos acidentes acontecem por descuido, como ao calçar um sapato, ou durante a limpeza dos terrenos sem o uso de roupas compridas, luvas e botas”, destacou.

Outra consideração importante feita pela equipe da vigilância epidemiológica é que todos os acessos à rede de esgoto devem ser bloqueados, o ralo do banheiro, pias ou aberturas precisam ser tampados tão logo não estejam sendo usados, pois é uma das formas dos animais entrarem nas residências. Buracos no teto também precisam de cuidados, como os espaços onde são colocados as lâmpadas ou ventiladores de teto.

O QUE FAZER EM CASO DE ACIDENTES

Manter a vítima calma e deitada;

Tentar manter a área afetada no mesmo nível do coração ou, se possível, abaixo dele;

Evitar que a vítima se movimente para não favorecer a absorção do veneno;

Localizar a marca da mordedura e limpar o local com água e sabão;

Cobrir com um pano limpo;

Remover anéis, pulseiras e outros objetos que possam garrotear (apertar a circulação), em caso de inchaço do membro afetado;

Levar a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo, para receber o tratamento necessário;

Se possível, levar o animal para que seja identificado e para que a vítima receba o soro específico.

O QUE NÃO FAZER

Não fazer torniquete – isso impede a circulação do sangue e pode causar gangrena ou necrose local;

Não cortar o local da ferida, para fazer ‘sangria’;

Não aplicar folhas, pó de café ou terra sobre a ferida, pois poderá provocar infecção.

COMO EVITAR ACIDENTES

Usar botas: isto evita até 80% dos acidentes durante o corte de vegetação, por exemplo, pois as cobras picam do joelho para baixo. Porém, antes de calçar as botas, verifique se não há aranhas, escorpiões ou outros animais peçonhentos na parte interna.

Proteger as mãos: não coloque as mãos em frestas, tocas, cupinzeiros, ocos de troncos, etc. Use um pedaço de madeira para verificar se não há animais nesses locais.

Acabar com os ratos: a maioria das cobras alimenta-se de roedores. Por isso, mantenha sempre limpos os terrenos, quintais e plantações evita atrair esses predadores.

Conservar o meio ambiente: os desmatamentos e queimadas, além de destruírem a natureza, provocam mudanças de hábitos dos animais, que se refugiam em celeiros ou mesmo dentro de casas. Evite matar os animais, pois eles contribuem para o equilíbrio ecológico.

 

Veja Também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.