Notícias de Caçador e Região

Vigilância Epidemiológica alerta contra AIDS no carnaval. Assista a entrevista

A Vigilância Epidemiológica de Caçador, juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde, está intensificando a campanha de prevenção a AIDS na época de carnaval.

De acordo com a enfermeira Paula Brustolin Xavier, coordenadora da Vigilância Epidemiológica, para 2013 um trabalho diferente será realizado, com a criação de outdoors, totens e camisetas com a logo da campanha, que serão entregues em supermercados e alguns postos de combustíveis de Caçador.

O objetivo é estimular o uso do preservativo não só no carnaval, mas durante todo o ano. Paula destacou que o uso do preservativo é importante não só para prevenir a gravidez, mas também para proteger de doenças sexualmente transmissíveis e se torne um hábito para a população.

“O programa visa, a nível municipal, estadual e federal desenvolver nas pessoas a promoção de saúde, com isso a proteção passa a ser um hábito saudável” explicou Paula.

Existe uma diferença entre o vírus HIV e a doença da AIDS. O vírus HIV é o que causa a doença da AIDS, portanto o individuo pode ter o vírus e somente com uma doença oportunista a AIDS se manifesta. 

A coordenadora salientou ainda que, como não há costume do carnaval de rua em Caçador,0020representantes dos blocos estão sendo procurados para a distribuição de material.

“Se existe algum bloco que ainda não entramos em contato, pedimos para que os representantes venham até a Vigilância Epidemiológica ou liguem no fone 3563-0736 que vamos orientar e distribuir os preservativos”, completou.

Paula destacou também que para fazer o teste HIV deve-se procurar as unidades básicas de saúde.

“Em Caçador, o exame do vírus pode ser feito em todas as unidades básicas de saúde e também na Vigilância Epidemiológica onde o teste é solicitado. A pessoa passa por um aconselhamento e é feita a coleta do sangue. O resultado fica pronto dentro de 30 dias e pode ser retirado apenas por quem fez o teste para que tenha total sigilo. Se o resultado for positivo, a pessoa passa a ser acompanhada e realiza exames específicos de seis em seis meses”, finalizou.

Veja Também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.