Notícias de Caçador e Região

VÍDEO: Em ato simbólico, Caçador inicia vacinação com 4 pessoas dos grupos prioritários

Em ato simbólico, realizado na manhã desta quarta-feira, 20, na Secretaria Municipal de Saúde, Caçador iniciou a vacinação contra a Covid-19, com 4 pessoas dos grupos prioritários: a enfermeira da UTI Covid do Maicé, Maely Ribeiro; a primeira moradora da Casa Lar São José, Maria Fernandes de Moraes; o médico clínico geral da UPA, Dr. Rafael Balbisan; e a vacinadora e servidora de carreira na Secretaria de Saúde, Nelci Bauerle.

“Escolhemos 4 pessoas para mostrar o nosso reconhecimento a todos que estão na linha de frente de combate à Covid-19 e, também, que fazem parte de um dos grupos de risco. A partir de agora, as nossas equipes já estarão fazendo a aplicação das doses em todos os pacientes selecionados”, completou o secretário de Saúde, Roberto Marton.

O dia histórico para Caçador ficou marcado por depoimentos emocionantes. “Estou desde o início trabalhando no combate à pandemia. A vacina é um grande avanço e todos devem tomar, não só pelo individual, mas sim, pelo coletivo. Só vamos vencer a doença se a grande maioria das pessoas for vacinada. Por isso, o combate é uma responsabilidade de todos”, destacou o médico Rafael Balbisan.

“Somos soldados em uma luta muito complicada. As pessoas não fazem ideia de tudo que vivemos ali dentro. Neste tempo, perdemos muitas pessoas. Neste final de semana, por exemplo, perdi um amigo, um irmão. Acompanhei todo o processo dele, mas ele não resistiu. Por isso, esta vacinação é histórica e emocionante”, completou Maely Ribeiro.

A expectativa da Prefeitura de Caçador é que a vacinação esteja concluída já nesta quinta-feira, 21. “Serão 490 pessoas imunizadas. São novas esperanças que surgem com a vacina. Agora, ficamos na expectativa das novas etapas, sempre lembrando que não depende de nós, mas sim, da produção de algo que o mundo inteiro está em busca e que está bastante escasso, que são as doses da vacina”, finalizou o prefeito em exercício, Alencar Mendes.

 

Veja Também

Comentários estão fechados.