Notícias de Caçador e Região

VÍDEO: Caça Fantasma Brasil visita pontos conhecidos de Caçador e desvenda mistérios

O Caça Fantasma Brasil visitou Caçador e conheceu alguns lugares conhecidos por rondar lendas de assombrações, como Museu do Contestado e Antigo Seminário. Durante a visita ao Museu, conseguiram contato com o Monge João Maria, que mandou uma mensagem.

Já no Antigo Seminário, foi desvendado o mistério do porque o local está em ruínas e ficou claro que não é mal assombrado. Segundo o casal Rosa e João, tem o espirito de um padre que esporadicamente aparece no local, inclusive apareceu no momento da visita dos caçadores.

Conforme o que foi apurado pelos caçadores, o local foi abandonado por conta de um desacerto. A princípio, o local construído na década de 50, abrigava muitos jovens que tinham pretensão a entrar para o sacerdócio.

Entretanto, os padres Franciscanos agiam  muito com exorcismo, sendo que há registros ainda de que alguns padres atuavam  com a mediunidade, com clarividência e curandores, o que não era permitido pela Igreja Católica.

Em função disso teria ocorrido o desacerto, tendo em vista que os Franciscanos queriam criar um braço do catolicismo, porém com o objetivo de ajudar mais pessoas e a prática em si ia contra o que o catolicismo acreditava e isso pode ter gerado um conflito e verbas cortadas.

Pela apuração do Caça Fantasma, o local não houve mortes e muito menos pedofilia e estupro. O local tem uma energia positiva, uma vez que a capela é mantida e são realizadas celebrações frequentemente.

Rosa explica que as pessoas precisam separar o que é “visagem” e imaginação, pois o local abriga animais, como pombos, morcegos e qualquer barulho, por já haver lendas, acreditar que sejam espíritos.

Mesmo com a invasão do MST, na década de 90, momento em que o local foi saqueado e a destruição iniciou, não foi cometido nenhum crime contra a vida.

Quanto ao Museu do Contestado, os Caça Fantasma fizeram contato com vários espíritos, incluindo do Monge João Maria, qual deixou uma mensagem para a população parar com essa diferenciação entre caboclos e imigrantes.

Para o casal, a passagem por Caçador foi muito positiva e puderam visitar locais onde as pessoas acreditam que hajam “visagem”. “Não temos palavras de como nos sentimos bem na cidade. Estamos em uma tour pelo Sul do Brasil e quando ficamos sabendo do Seminário Mau Assombrado, não tivemos dúvida de que aqui seria um dos nossos pontos de parada e ficamos muito satisfeito com os desvendamentos que fizemos. Só temos a agradecer imensamente às pessoas que nos receberam e ao Hotel Kindermann pela hospedagem”, finalizou João.

Acompanhe o trabalho do Caça Fantasma Brasil pelo Youtube e também pelo Instagram 

 

Veja Também
Comentários
Loading...