Notícias de Caçador e Região

Vereador é suspeito de matar homem a facadas após briga política

Um vereador do município de Dona Emma, no Vale do Itajaí, é suspeito de ter matado a facadas o empresário Luciano Mafassoli, de 47 anos. O crime aconteceu neste sábado (5), por volta das 14h40, em um bar da cidade.

 

O vereador teria fugido em uma caminhonete após o crime. A PM (Polícia Militar) chegou a fazer buscas, mas não encontrou o suspeito. Outros dois homens, um 38 e outro de 58 anos, também foram feridos. Eles foram conduzidos ao hospital Maria Auxiliadora para atendimento médico.

 

A Polícia Civil já instaurou um inquérito policial para elucidar os fatos. De acordo com a delegada plantonista Elisabete da Cruz Pardo, duas testemunhas já foram inquiridas e o crime teria ocorrido após uma discussão por política. O suspeito teria trabalhado para um partido, enquanto as vítimas eram apoiadoras do candidato rival.

 

Os dois homens eram amigos, porém começaram a se desentender após uma aposta sobre o resultado das urnas. “Ao que eu soube, a vítima pagou a aposta”, informou a delegada. Entretanto, o homem não estaria aceitando o resultado. A delegada não quis dar mais detalhes sobre o caso.

 

O secretário da Câmara de Vereadores da cidade, Jean Carlos Rizzieri, informou que o vereador não fez nenhum contato até este domingo (6). “Iremos aguardar a assessoria jurídica se manifestar”, informou o secretário.

 

Outros feridos

De acordo com a Polícia Civil, os outros dois feridos seriam funcionários do empresário Luciano Mafassoli. O primeiro, Fábio Minich, teria levado duas facadas nas costas e está em estado grave. O segundo homem seria o motorista do empresário, Alcides Gesser, que levou uma facada de raspão na barriga.

 

Com informações ND+

Veja Também

Comentários estão fechados.