Notícias de Caçador e Região

Trabalho de pesquisa do curso de Agronomia da UNIARP é premiado em evento científico

O trabalho de pesquisa do curso de Agronomia da UNIARP: “Desequilíbrio de cálcio e magnésio causa podridão apical e baixa taxa de transporte de elétrons em tomate”, foi selecionado, entre mais de 400 trabalhos inscritos, para apresentação oral no 56º Congresso Brasileiro de Olericultura. O evento foi realizado de 01 a 05 de agosto de 2022 em Bento Gonçalves-RS. Somente 10 trabalhos foram selecionados.

O acadêmico Mateus Rech participou da elaboração do resumo e fez a apresentação do trabalho no evento. Além de Mateus, os estudantes Adriano Coser, André Pazin, Eduardo Matheus Stolte e Mateus Baldissera participaram da pesquisa. O professor Dr. Leandro Hahn orientou o estudo, em projeto integrador realizado em 2020 na disciplina de Fertilidade do Solo e Fertilizantes. O professor Anderson Wamser também contribuiu na definição dos tratamentos e avaliações.

Além deste, mais cinco trabalhos de pesquisa orientados pelo professor Leandro foram apresentados durante o evento. Júlio Bisotto apresentou os trabalhos: “Doses e épocas de aplicação de oxifluorfem e flumioxazina para controle de plantas daninhas em cebola” e “Herbicida piroxasulfona para controle de plantas daninhas em pré-emergência de cebola” que também contou a participação dos estudantes Letícia Moraes, Matheus Ferlin Grazziotin, Tiago Bertotto e Alexandre Bisotto. Mateus Rech apresentou ainda um segundo trabalho, intitulado “Essencialidade de macronutrientes em alho cultivado com solução nutritiva”.

O professor Leandro ainda apresentou dois trabalhos que contaram com participação de acadêmicos da Uniarp: “Colonização micorrízica de tomateiro em função do modo de aplicação de adubação fosfatada” e “Épocas e níveis de desfolha artificial no rendimento de bulbos do alho”. Os estudantes Mateus Barpp, Bruna Gustmann Lazzaretti, Camila Moreira e Maurício Marcondes participaram destas pesquisas.

A professora mestre Caroline de Fatima Esperanca, coordenadora do curso de Agronomia destaca que o curso tem um histórico de proporcionar a um grande número de estudantes a oportunidade de participar em trabalhos de pesquisa. “Isto qualifica os estudantes, desenvolvendo competências e habilidades para a investigação científica, os quais enxergam a realidade sob um ponto de vista mais crítico”, comenta.

Veja Também

Comentários estão fechados.