Notícias de Caçador e Região

Torre de energia é alvo de tentativa de sabotagem no interior de SP

A Polícia Civil de São Paulo investiga uma tentativa de sabotagem em uma torre de energia na cidade de Rio das Pedras, no interior do estado.

O ataque ocorreu nessa quinta-feira (12/1) na torre de alta tensão nº 649 da LT 440kV – Assis-– Sumaré, que está sob concessão da Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A. (Taesa).

Em nota, a empresa afirmou que houve uma tentativa de derrubada da torre. A concessionária informou ainda que os danos provocados não resultaram em interrupção da transmissão de energia. O caso foi reportado à Agência Nacional de Energia Elética (Aneel) e ao Ministério de Minas e Energia.

Equipes da Taesa estão atuando na recomposição do ativo, com o objetivo de evitar outros danos.

De acordo com a Aneel, a ocorrência foi detectada às 14h27 da quinta-feira. A agência confirmou que não houve “dano significativo” nas instalações de trasmissão e que o fornecimento de energia não foi interrompido.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) de São Paulo informou que um representante da empresa relatou que suspeitos desconhecidos furtaram 49 treliças de sustentação da torre.

Foi solicitado exame pericial ao Instituto de Criminalística e a investigação busca identificar os autores.

Essa é a quarta ocorrência de vandalismo registrada em torres de trasnmissão de energia no Brasil desde o último domingo (8/1), data em que manifestantes golpistas invdiram as sedes dos Três Poderes em Brasília. Os outros casos ocorreram em Rondônia e no Paraná, segundo a Aneel.

Os danos na torre em Rio das Pedras foram identificados após a determinação da Aneel de reforço na segurança das instalações.

Em meio aos ataques falhos de terroristas bolsonaristas em refinarias da Petrobras, o Ministério de Minas e Energia abriu um gabinete de crise para monitorar futuras ameaças à segurança das instalações do setor elétrico.

Com informações Metrópoles 

Veja Também

Comentários estão fechados.