Sobe para 90 o número de mortos na tragédia do Rio Grande do Sul

Jonathan Ribeiro

Jonathan Ribeiro

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

Rio Grande do Sul

Subiu para 90 pessoas o número de mortos no Rio Grande do Sul diante da maior enchente da história do Estado. Os números foram atualizados nesta terça-feira (7) pela Defesa Civil de Santa Catarina.

De acordo com a Defesa Civil, há ainda outras quatro mortes sendo investigadas. Além destes números assustadores, outras 131 pessoas estão desaparecidas, 362 estão feridas e 1,4 milhão de pessoas já foram afetadas pelos temporais.

Só para se ter uma ideia, os números não param. Há outras 204,3 mil pessoas fora de casa, desses 48,2 mil estão em abrigos e 156 mil estão desalojadas, em casa de parentes ou familiares.

Balanço das chuvas no Rio Grande do Sul

Além do número de pessoas afetadas, 397 dos 497 municípios do Rio Grande do Sul relatam algum problema relacionado ao temporal, afetando 1,4 milhão de pessoas.

Na tarde desta segunda-feira (6), o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), aconselhou os residentes dos bairros Cidade Baixa e Menino Deus a deixarem a área, à medida que as águas começaram a subir na região.

Enquanto isso, a Arena do Grêmio, na mesma cidade, comunicou que não possui mais capacidade para abrigar desalojados. Além do gramado inundado, a administração relatou a falta de água e energia elétrica, resultando no transporte de mais de 300 pessoas para abrigos municipais.

Com informações ND Mais 

LEIA TAMBÉM: CBF adia jogos de clubes gaúchos até 27 de maio

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp