Notícias de Caçador e Região

‘Só preciso encontrar minha filha’, diz mãe que perdeu familiares em soterramento em SC

A moradora de Rodeio, Talissa de Oliveira, segue a espera de alguma informação sobre a filha de 1 ano e meio que está desaparecida após um deslizamento na casa da família. A outra filha, de 4 anos, e o marido, de 30 anos, foram vítimas do soterramento e já tiveram os corpos localizados.

A história de Talissa é de cortar o coração. Saiu para trabalhar com o marido e duas filhas em casa, quando voltou não tinha mais casa e nem família.

Conversei com a moradora de Rodeio nesta quinta-feira (19) na Rádio Menina e foi um depoimento comovente.

“Não havia nenhum sinal de que pudesse acontecer uma tragédia como essa. Falei com meu marido quando começou a chover, pedi para ele cuidar na rodovia quando fosse me buscar. Ele me disse que estava tudo bem. Mas depois não consegui mais contato.”, disse.

Talissa relata que quando chegou na residência, que era onde a família morava e cuidava do sítio, nao reconheceu o local.

“Estava tudo cheio de lama e perguntei cadê a casa. Aí que me dei conta e comecei a gritar cadê minha família. Logo já pediram para sair por causa do perigo do lugar. Estou muito abalada, sem conseguir ficar de pé e agora só quero que encontrem minha bebê para dar um descanso para eles.”, relatou.

A mãe e esposa aguarda alguma informação da bebê para definir sobre o sepultamento da outra filha e do marido. Talissa é de São Paulo e está há poucos dias em Santa Catarina. A irmã mora em Indaial e é onde deve ocorrer a despedida dos familiares.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.