Notícias de Caçador e Região

SC registra terceira morte por dengue da história do estado e primeira de 2021

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive) confirmou nesta sexta-feira (7) a primeira morte por dengue no estado em 2021 e a terceira da história catarinense. A vítima é um homem de 49 anos e foi registrado em, no Norte do estado.

A cidade vive uma epidemia da doença e concentra 87,6% dos casos de dengue contraídos dentro de Santa Catarina.A morte ocorreu em abril e a causa foi confirmada nesta sexta.

Antes, o estado só havia registrado óbitos por complicações causadas pela dengue em 2016. Houve um caso em Chapecó e outro em Pinhalzinho, ambas cidades do Oeste catarinense.

Dengue em SC

De acordo com a Dive, Santa Catarina registrou até sábado passado (1º) 3.374 casos de dengue em 2021, sendo 96% deles contraídos dentro do estado. A maioria é em Joinville, que teve 2.836 pessoas que se infectaram dentro da cidade.

Santa Catarina tem 112 municípios infestados pelo mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Joinville vive situação de epidemia da doença, já que tem uma taxa de incidência é de 474,5 casos por 100 mil habitantes. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define epidemia como uma taxa de, pelo menos, 300 casos por 100 mil habitantes.

“A Regional de Saúde já faz a aplicação de inseticida a Ultra Baixo Volume (UBV) nas áreas com casos confirmados no município. Isso serve como uma ação complementar às atividades já realizadas pelos técnicos da prefeitura. É importante e necessário que todos façam sua parte para evitar locais que possam servir de criadouros para o mosquito. E que a população denuncie ao município locais que possam estar servindo de criadouro para o Aedes aegypti”, alerta Ivânia Folster, gerente de zoonoses da DIVE/SC.

 

Com informações G1SC

Veja Também

Comentários estão fechados.