Notícias de Caçador e Região

Saulo supera candidatos em apresentação de propostas, avalia assessoria

O candidato a prefeito pela coligação “Por amor a Caçador”, Saulo Sperotto, participou na noite dessa segunda-feira (19) de uma rodada de perguntas realizada pela Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Caçador (Adeac) e Associação dos Engenheiros Agrônomos de Caçador (Aeac). O encontro, realizado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina (CREA) reuniu profissionais das áreas envolvidas e teve como objetivo conhecer as propostas dos candidatos no que tange aos assuntos pertinentes aos setores em questão.

Na primeira parte do encontro, os candidatos tiveram a oportunidade de fazer uma breve apresentação. Saulo aproveitou o espaço para salientar a importância do encontro com os profissionais. “É necessário que exista planejamento estratégico para melhorarmos a vida das pessoas, por meio da gestão administrativa. Temos que ter respeito pela população e pelos profissionais, dando infraestrutura para que o trabalho seja desenvolvido com eficiência. Ainda há muito para se fazer, vivemos uma situação complexa e o prefeito é o grande incentivador do desenvolvimento. A vida é feita de prioridades e precisamos de profissionais envolvidos para que as metas sejam definidas em conjunto. Nosso objetivo é ampliar as parcerias e poder melhorar os resultados para as pessoas, fazendo com que o serviço chegue com qualidade até a população”, citou.

encontro-crea-4-1

Questionado sobre os cargos técnicos comissionados e escolha dos secretários da Agricultura, Infraestrutura, IPPUC, Fundema e Dittesc, Saulo frisou que é importante que essa escolha seja feita a partir de um planejamento. “Vamos fazer exaustiva gestão administrativa, para que haja eficiência. Queremos participação do segundo e terceiro setor para trabalharmos juntos. É imprescindível que se coloque profissionais que tenham conhecimento em cada área, adequando as pessoas dentro de suas funções para que exista eficiência administrativa. Temos profissionais técnicos competentes para ocupar os cargos, alinhando o trabalho para colocar as pessoas nos lugares certos. Junto com a equipe, vamos buscar melhorar a vida da população. Nosso objetivo é dar condições técnicas e financeiras, para cobrarmos resultados”, citou.

No que diz respeito ao salário mínimo profissional, que hoje não se aplica pela prefeitura, Saulo enalteceu que na época em que esteve à frente da administração municipal foi feito o ajuste dos salários. “Há possibilidades de revermos isso novamente. É preciso fazer uma análise de como a situação se encontra. É importante prover o servidor público com remuneração atualizada. Quando fui prefeito sempre repassei aumento salarial acima da inflação. É fundamental vermos onde podemos ser mais eficientes, sem comprometer a administração”, acrescentou.

Sobre as proposições na melhoria da qualidade de vida da população referente à geração de empregos de alta tecnologia, acessibilidade e agricultura, Saulo salientou que é necessário promover o desenvolvimento econômico. “Na área da agricultura, temos que retomar o que fizemos desde o início, por meio do associativismo, através da união das pessoas. Temos que gerar emprego e economia para que se mantenham no campo. Também é preciso darmos estrutura para que exista acessibilidade. O nosso projeto é recuperar o parque empresarial. É uma área onde levamos o desenvolvimento para que as empresas se instalassem naquele local. Em termos de acessibilidade, iniciamos projetos, como a mudança das esquinas e modificações nas escolas. Agora queremos dar continuidade a essas ações”, enfatizou.

encontro-crea-2-1-1

Questionado sobre a proposta para o saneamento básico, controle da ocupação irregular de áreas de risco e áreas de proteção ambiental bem como o controle a ser adotado nos loteamentos irregulares, Saulo disse que é preciso que essas questões sejam retomadas. “Quando fui prefeito, desenvolvemos o projeto de esgotamento sanitário, no Ulysses Guimarães. Precisamos sentar com a Casan, pois existe recurso para investimento. O contrato do Plano de Municipal de Saneamento vai dizer a melhor maneira de utilizar esses valores. Queremos que sejam feitas ações para melhorar essa situação. Primeiro vamos ver o procedimento de licitação, mas acredito que devemos receber esse recurso e aplicar. Quanto aos loteamentos irregulares, é preciso fazer a adequação e criar ações para incluir essas pessoas. Exemplo disso são os apartamentos entregues na Cohab II e as 125 casas que estão sendo inauguradas, projetos iniciados na minha gestão. Nosso objetivo é regularizar e dar condições às pessoas de terem moradia, fazendo trabalho de inclusão”, citou.

Ao final do encontro, Saulo agradeceu a oportunidade e disse estar feliz por dar  às pessoas mais uma oportunidade de escolha. “Avaliem o que foi feito e as propostas. Não vamos deixar de sonhar nunca, pois quem para de sonhar, deixa de viver. Acredito que com perseverança, conhecimento e planejamento conseguimos melhorar a vida das pessoas e esse é nosso objetivo, trabalhar muito por Caçador e concluir o que não nos deixaram fazer”, completou.

wpp

Veja Também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.