Notícias de Caçador e Região

Rompimento de estrutura da Casan deixa avenida das Rendeiras, em Florianópolis, submersa

A avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, amanheceu tomada pela água nesta segunda-feira (25). Segundo o diretor da Defesa Civil de Florianópolis, Luiz Eduardo Machado, o problema foi provocado pelo rompimento de uma estrutura da Casan, responsável pelo armazenamento de esgoto. Pelo menos 20 pessoas ficaram ilhadas.

O trânsito na avenida foi totalmente interrompido. De acordo com o CBMSC (Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina), que foi acionado às 6h05, existe a possibilidade de um vazamento de gás.

Bombeiros estão fazendo buscas de pessoas, além do resgate de moradores que ficaram ilhados, inclusive em cima de telhados. A água invadiu as casas e alguns residentes precisaram ser resgatados de bote.

Segundo os bombeiros, duas pessoas necessitaram de atendimento hospitalar: um senhor, que sofreu ferimentos leves, e outro homem que estava acamado, após uma cirurgia recente.

A situação acontece após um domingo (24) de fortes chuvas em Florianópolis, com volume que chegou a 130 mm. O prefeito Gean Loureiro, inclusive, decretou situação de emergência.

Segundo ele, a prefeitura estava solicitando providências da Casan desde às 7h da manhã desta segunda-feira.

A Casan afirmou, em nota, que está providenciando a recolocação das tubulações e bombas danificadas pelas chuvas para normalizar o sistema, e que “o fluxo de água que escorre é composto por efluente já tratado, o mesmo que em outras unidades após o tratamento pode retornar a cursos de água como rios e lagoas”.

O alagamento se estendeu para uma das via laterais da avenida das Rendeiras, na servidão Manoel Luiz Duarte, onde bombeiros procuram por mais pessoas em situação de risco. A energia elétrica da região foi desligada por precaução.

O comandante do 1º Batalhão de Bombeiros Militar, tenente coronel Diogo Losso, afirma que não há mais tendência de elevação do nível da água nesta manhã, e que as equipes vão priorizar o resgate dos moradores.

“Neste momento estamos com duas forças tarefas, mais o efetivo da cidade de Florianópolis, em operação. São cerca de 20 homens que estão, neste primeiro momento, fazendo a retirada das pessoas que estão ilhadas nas residências”, explicou o comandante.

Um guincho também foi deslocado até a Lagoa da Conceição para retirar carros que estão imersos na água.

“No segundo momento, nós vamos começar a retirar alguns veículos que foram arrastados e que estão impedindo o deslocamento, inclusive das equipes. E uma terceira linha de ação, juntamente com a Casan, que é a responsável pelo local: estamos buscando uma alternativa de evacuação completa desta lagoa”, assegurou o comandante.

O subcomandante da Guarda Municipal, Ricardo Pastrana, explica que um grande volume de água ainda está em deslocamento, bloqueando totalmente o trânsito. “A via está interditada e os moradores têm que dar a volta pelo Rio Vermelho”, orienta. “Não tem outra opção por enquanto”.

Por causa da interdição da via, a prefeitura informou que a integração e horários das linhas do transporte coletivo na região foram afetados. “A orientação é que os usuários do transporte coletivo acompanhem os horários de forma precisa pelo aplicativo ou site Floripa no Ponto”, comunicou em nota.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.