Notícias de Caçador e Região

Rio do Peixe sobe 7 metros, transborda e invade rodovia 

O elevado volume de chuva registrado nas últimas horas fez com que o nível do rio do Peixe subisse e transbordasse invadindo parte da SC-453, no Km 60, próximo ao trevo da Pedreira Triângulo, no trecho entre as cidades de Luzerna e Ibicaré.

O rio do Peixe, em Joaçaba, atingiu cota de atenção (amarelo). Na última medição, realizada às 13h aponta que o nível do rio está em 7,40 metros. A cota de alerta é de 8 metros (laranja) e de inundação, 9 metros (vermelho). A informação é do SIMAI (Serviço Intermunicipal de Água e Esgoto).

O acúmulo de água na pista dificulta a passagem de veículos e a PMRv (Polícia Militar Rodoviária) emitiu um alerta informando que a pista está inundada em razão do represamento do rio pela barragem da PCH.

“Alertamos todos os motoristas que redobrem a atenção quando circularem pelas rodovias estaduais. O Estado está passando por fortes chuvas torrenciais que podem ocasionar quedas de árvores, barreiras e a formação de lâminas de água sobre a pista, o que pode ocasionar aquaplanagem. Redobrem os cuidados e dirijam com atenção, respeitando o limite de velocidade”, orientou a PMRv em nota à imprensa.

A chuva também causou desmoronamento e queda de árvores também na SC-453 próximo à ponte do Estreito, entre Luzerna e Ibicaré. Policiais rodoviários fazem a retirada das árvores e da terra junto com uma equipe da prefeitura de Ibicaré.

Atenção entre Caçador e Videira

A situação da SC-135 entre os municípios de Caçador e Videira também é de alerta. A rodovia está em obras o que aumenta o risco de acidentes.

Em Caçador, o rio do peixe já está 2 metros acima do nível normal. A Defesa Civil emitiu alerta de enchente. O responsável pela Defesa Civil do município, Sérgio Bisotto, alertou a população que mora próximo ao rio.

“Tivemos a queda de um muro na noite de ontem. Na manhã de hoje parte do asfalto cedeu na rua Silvino Caramori e um ônibus não conseguiu sair do local. Temos também transtornos com bueiros entupidos causando alagamentos. Continuando a chuva média forte durante o dia poderemos ter pontos com o rio transbordando e trazendo problemas para moradores das áreas mais baixas do município”, acrescentou Bisotto.

A precipitação de água da chuva iniciou ainda no fim de semana e se intensificou nesta segunda e terça-feira em todo o Estado. A previsão é de que a situação se prolongue até esta quarta-feira (4).

Nas últimas 24 horas choveu em torno de 100 milímetros em Videira. Já em Caçador a precipitação foi de 90 mm. Em Tangará foram registrados mais de 100 mm de chuva.

O coordenador da Defesa Civil de Videira, Luiz Gabriel Fianco, explica que o alerta também está relacionado à grande elevação dos níveis dos rios que cortam a cidade: rio do Peixe, rio das Pedras e rio XV. Além dessa preocupação, a Defesa Civil também monitora alagamentos e deslizamentos pontuais.

“A Defesa Civil está monitorando o alto volume de chuva. Estamos atendendo alagamentos e deslizamentos de terra pontuais em alguns pontos da cidade. A secretária de agricultura está fazendo o levantamento da área rural e dos pontos de transbordo dos rios. Seguimos atentos porque as previsões não são favoráveis. Durante o dia segue chovendo e vamos continuar monitorando. No rio das pedras está com 2 metros acima do nível normal”, pontuou.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.