Notícias de Caçador e Região

Refrigerante que estava em freezer onde corpo foi encontrado chegou a ser servido aos bombeiros, diz delegado

 O delegado Gilmar Bonamigo deu detalhes sobre o homicídio registrado em Lacerdópolis, no Oeste de Santa Catarina, em que a mulher é acusada de assassinar o marido e colocá-lo dentro de um freezer, na própria residência.

 O motorista Valdemir Hoeckler, de 52 anos, estava desaparecido há uma semana e foi encontrado pela polícia dentro do freezer da própria casa, na noite do último sábado, dia 19, na Linha São Roque, no interior de Lacerdópolis.

 “O corpo se encontra inteiro, estava encolhido para caber dentro do freezer, mas sem mutilação. Estava com uma sacola plástica na cabeça, o que indica que ele foi morto asfixiado”, disse Bonamigo em entrevista à Rádio Capinzal.

 Segundo o delegado, durante as buscas feitas pelo Corpo de Bombeiros, a equipe chegou a almoçar na casa e um refrigerante que estava no freezer foi servido durante a refeição. “Veja a frieza dessa mulher, sabendo todo o tempo que o corpo estava ali, debaixo daqueles pacotes e do refrigerante”, comentou.

 A mulher tem 40 anos e é professora. Ele era motorista. O casal tem uma filha de 22 anos. Conforme Bonamigo, na última sexta-feira, dia 18, a esposa foi ouvida na delegacia ainda na condição de informante, mas as suspeitas começaram após ela apresentar lesões pelo corpo, dando sinais de luta corporal.

 No sábado, a Polícia Civil havia marcado uma perícia na residência, mas a mulher desapareceu e trancou a casa. As autoridades entraram na moradia e, após buscas, localizaram o corpo dentro do freezer.

 O caso segue sob investigação da Polícia Civil, que deve indiciar a mulher por homicídio e ocultação de cadáver.

Com informações Oeste Mais

Veja Também

Comentários estão fechados.