Notícias de Caçador e Região

REDE RURAL: Polícia Militar de Caçador amplia envolvimento com moradores do interior

Com o objetivo de reforçar a segurança no meio rural, a Polícia Militar de Caçador está trabalhando para ampliar o envolvimento com moradores do interior, por meio da Rede Rural de Segurança. Atualmente, cerca de 400 famílias já foram cadastradas.

O programa consiste na troca de informações entre os moradores e a PM, além do cadastramento da localização exata das propriedades, contribuindo para o menor tempo de resposta para atendimento de ocorrências. Também conta com visitas preventivas de policiais militares e rondas ostensivas.

O capitão Célio Vieira de Alvarenga comenta que nos últimos dias ocorreram alguns roubos no interior. Por isso, a Polícia Militar está trabalhando para fortalecer o programa e intensificou o policiamento nessas comunidades com a Patrulha Rural, que é uma equipe de policiais que realiza rondas preventivas nas comunidades.

“Quanto mais pessoas fizerem parte da Rede Rural, mais a comunidade do interior estará protegida. Nela, o morador poderá denunciar qualquer atitude suspeita, e nós faremos uma atuação preventiva, abordando e identificando pessoas suspeitas e prevenindo crimes”, ressalta.

Nesta segunda-feira, 29, estiveram no quartel da PM o presidente Ezequiel Piroli e o coordenador Vanderlei Dalpiaz do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caçador. A visita teve como objetivo consolidar uma parceria buscando a ampliação do envolvimento de moradores da área rural com a PM.

“Nós temos que estar mais organizados que os bandidos. Essa Rede Rural vai ajudar muito, é uma ferramenta que temos disponível para usar para o bem da nossa comunidade do interior”, destacou Piroli, presidente do sindicato.

Mais de 400 famílias cadastradas

Em Caçador, a Rede Rural iniciou na comunidade da Linha Rio Bugre, em 2019. Posteriormente, expandiu para as comunidades Adolfo Konder, Turma 60, Casteli, Colônia Japonesa, Assentamento Hermínio Gonçalves, Caixa d’Água, Faxinal São Pedro, Cará, São Francisco e São Pedro. Atualmente, existem mais de 400 famílias cadastradas.

 

Veja Também

Comentários estão fechados.