Notícias de Caçador e Região

Quem é o membro do PCC preso em Gramado por participar de ataque a banco em Criciúma

Foi identificado o membro do Primeiro Comando da Capital, o PCC, maior organização criminosa do País, preso na manhã desta quinta-feira, em Gramado. O homem é Marcio Geraldo Alves Ferreira, vulgo Buda. O criminoso, considerado braço direito do líder da facção, já havia sido preso pela polícia paulista quando era apontado como maior líder, em liberdade, do PCC, no ano de 2018.

Buda foi um dos idealizados do plano de resgate do líder do PCC, Marcos Willians Herbas Camacho, mais conhecido como Marcola, em 2014. Marcola e outros integrantes da facção estavam presos na penitenciária de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo.

Investigações da polícia revelam que Buda teria pesquisado e articulado a instalação de uma base de apoio para a operação em Porto Rico, no Paraná. Além disso, ele seria um dos responsáveis por selecionar os helicópteros que o grupo utilizaria na ação. Para isso, realizou diversos voos panorâmicos por São Paulo na tentativa de escolher uma empresa de táxi aéreo.

Buda foi preso em uma residência de alto padrão em uma região nobre de Gramado. A polícia chegou ao endereço após troca de informações com o serviço de inteligência dos órgãos de segurança de Santa Catarina. Com mandados de busca e apreensão concedidos pela Justiça, agentes da Delegacia de Roubos do DEIC realizaram a abordagem na residência, quando surpreenderam Buda no interior do imóvel.

Um segundo criminoso conseguiu correr em direção a uma região de mata fechada ao perceber a aproximação dos policiais. Contudo, ele foi perseguido pelo interior da mata até que foi rendido. Com esse homem, os policiais encontraram uma grande quantia em dinheiro e um aparelho celular.

Com informações O Diário 

Veja Também

Comentários estão fechados.