Notícias de Caçador e Região

Professora da UNIARP recebe Prêmio FIESC de Jornalismo

40

A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) entregou o Prêmio FIESC de Jornalismo 2016, dia 25 de novembro, durante reunião de diretoria da instituição, em Florianópolis. A jornalista Juciele Marta Baldissarelli, professora da UNIARP e coordenadora da rádio universitária foi premiada com a reportagem: “Tapete preto do interior”, veiculado na Rádio Vale do Contestado, de Videira (SC). A solenidade contou com a presença do vice-presidente regional da FIESC, Gilberto Seleme.

O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, ressaltou que Santa Catarina é destaque no País não só por seus indicadores, mas também pela qualidade da imprensa catarinense. Uma boa relação com a imprensa é a melhor forma de estabelecer o contato não só com o público industrial, mas com toda a sociedade catarinense, pois envolve uma reflexão crítica sobre o trabalho realizado pela entidade. “É assim que contribuímos com o debate das questões fundamentais para a sociedade. E é dessa forma que poderemos ajudar a realizar as transformações que o Brasil precisa: com transparência nas informações e clareza nos posicionamentos que defendemos”, afimou Côrte. “A FIESC acredita que a atuação de uma imprensa livre é um dos pilares da democracia e do desenvolvimento de uma nação”, acrescentou.

O prêmio é realizado pela FIESC e pela Associação Catarinense de Imprensa (ACI) com apoio do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, Associação dos Diários do Interior (ADI/SC), Associação dos Jornais do Interior (Adjori), Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert), Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado de Santa Catarina (Sindejor) e Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado de Santa Catarina (SERT/SC).

A comissão julgadora foi composta pelos jornalistas Aldo Antônio Schmitz, Marcos Heise e Rogério Kiefer (representando a ACI) e pelo economista Flávio Lopes Perfeito (representando o Conselho Regional de Economia-Corecon/SC).

premio-fiesc

Prêmio Fatma

A professora Juciele é finalista da 9ª edição do Prêmio Fatma de Jornalismo Ambiental, com reportagem de um projeto desenvolvido pela Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (Uniarp). Os finalistas foram divulgados dia 21 de novembro. Para produzir a reportagem “Sem Abelha Sem Alimento”, a professora entrevistou os professores da Uniarp: a bióloga, Marithsa Maiara Marchetti, e o engenheiro agrônomo Amador Tomaselli.

A jornalista concorreu na categoria mídia eletrônica e classificou-se entre os finalistas com a reportagem divulgada pela Rádio Vitória de Videira. A classificação para o Estadual já garante a vitória na regional da Fatma. Juciele disputa agora, o título na noite do dia primeiro de dezembro em Florianópolis, ao lado de conceituados jornalistas da RBS TV e RIC Record.

No momento já são cinco espécies de abelhas ameaçadas de extinção no Brasil. Muitas pessoas e instituições, como é o caso da Uniarp em Caçador, por meio dos cursos de Ciências Biológicas, Farmácia, Agronomia e Engenharia Ambiental e Sanitária, estão se dedicando para reverter essa situação. Mediante a essa situação, os cursos têm desenvolvido ações simples, mas que podem fazer a diferença, como por exemplo a distribuição de mudas de chás e temperos para a comunidade.

“Essas conquistas dedico especialmente aos colegas professores e alunos do curso de jornalismo da Uniarp. O reconhecimento é importante para mostrarmos aos futuros jornalistas, que o jornalismo é uma atividade séria e que precisa ser desempenhada com amor e respeito”, comentou a professora Juciele.

Ouça a matéria finalista do Prêmio Fatma acessando: https://soundcloud.com/user-194181656/tema-que-envolve-a-uniarp-e-finalista-em-concurso-de-jornalismo-da-fatma

trevo-materias

wpp

Veja Também
Comentários
Loading...