Notícias de Caçador e Região

Procurado por torturar e estuprar namorada de 15 anos é preso em casa de pastor

Um homem de 23 anos suspeito de torturar e estuprar a namorada, de somente 15, foi preso na quinta-feira (1º) na casa de um pastor em Araranguá, no Sul catarinense. O homem estava foragido desde 26 de agosto, quando um mandado de prisão foi expedido pela Justiça.

A Polícia Civil informou nesta sexta-feira (2) que o suspeito agrediu a adolescente com uma barra de ferro e canivete. Ele é investigado também por lesões corporais e ameaça. O caso dois dias antes da expedição do mandado de prisão.

A vítima teve ferimentos em diversas partes do corpo, como cortes nas pernas e no peito, e chegou a ser hospitalizada após vômito intenso, de acordo com a delegada responsável pela investigação, Eliane Chaves, da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCami).

Chaves informou que o homem é investigado também por estupro porque, após as agressões, ele manteve relações sexuais com a vítima sem o consentimento dela.

Os instrumentos usados durante as agressões foram apreendidos no interior do veículo do suspeito, que foi encontrado abandonado após o investigado, que estava foragido, sofrer um acidente. O inquérito deve ser concluído em 10 dias.

Relacionamento abusivo

A investigadora explica que o homem tinha posturas abusivas, agressões e ciúmes excessivos no relacionamento.

“Por ciúmes, ele agredia e cometia violência psicológica. Ela não se percebia vítima, até o dia que as agressões foram muito mais graves”, continua a delegada. A Polícia Civil considera como tortura aquilo que imprime intenso sofrimento físico ou psíquico à vítima.

Ainda conforme a polícia, ele excluiu todas as redes sociais da vítima. “Não deixava que ela se relacionasse com os amigos, fez com que ela trocasse de colégio, além de fazê-la faltar inúmeras aulas”, relatou Chaves.

Durante o interrogatório, o investigado estava na presença do advogado e permaneceu em silêncio. A polícia apura também a relação dele com o pastor.

 

Com informações G1SC

Veja Também

Comentários estão fechados.