Preso, suspeito de zoofilia, é investigado de abusar sexualmente de duas crianças

Notícia Hoje

Notícia Hoje

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

O homem, preso nesta segunda-feira, 27, suspeito de zoofilia (sexo com animais), também passou ser investigado por abuso sexual contra menores de idade. As possíveis vítimas são a sobrinha do suspeito, de 11 anos, e sua amiga, de 9 anos.

Segundo informações do delegado regional Gilmar Antônio Bonamigo, que também responde temporariamente pela Delegacia da Comarca de Capinzal, o suspeito, de 37 anos, responderá ao processo em liberdade, uma vez que não foi possível efetuar a prisão em flagrante devido ao tempo decorrido desde os supostos abusos.

O Conselho Tutelar conduziu as crianças e seus pais até a DPCAMI (Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) de Joaçaba, onde foram ouvidas por uma psicóloga.

O delegado explicou que, com base nas oitivas, foi possível concluir que os abusos sexuais podem ter ocorrido, mas ainda é necessário aguardar o relatório da psicóloga para verificar se há elementos para o indiciamento do suspeito através do inquérito policial.

Em relação à suspeita de zoofilia, não foi possível efetuar a prisão em flagrante, uma vez que todas as provas e relatos referem-se ao sábado ou domingo, não havendo elementos que comprovem que o delito teria ocorrido na segunda-feira.

A Associação de Proteção Animal Faunamiga recebeu uma denúncia de possível abuso sexual contra uma cadela em uma residência localizada em um bairro do município. No final da tarde de sábado (25), a ONG acionou a Polícia Militar e um médico veterinário para investigar o caso.

O profissional constatou sinais de abuso na cadela, mas o suspeito não foi encontrado no local.

Com informações Rádio Capinzal

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp