Notícias de Caçador e Região

Prefeitura realiza sorteio de apartamentos no residencial Meu Lar, através do programa Minha Casa Minha Vida 

Os apartamentos aptos para o sorteio foram de pessoas que desistiram de morar no local ou que perderam a posse

A Secretaria de Assistência Social e Habitação de Caçador realizou na tarde da segunda-feira, 1º, o sorteio de diversos apartamentos vagos, no residencial Meu Lar, no bairro Bom Sucesso. Foram sorteadas as pessoas com cadastro feito ainda em agosto de 2018, na secretaria de Assistência Social. Os apartamentos aptos para o sorteio foram de pessoas que desistiram de morar no local ou que perderam a posse.

Os critérios para o sorteio são baseados no Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, onde os pré-requisitos vão desde até estar com o cadastro atualizado, possuir renda familiar até R$ 1.800,00, não ser proprietário, cessionário ou promitente comprador de imóvel residencial até não ter recebido benefício de natureza habitacional vindo de recursos do município, dos Estados, da União, do FAR, do FDS ou de descontos habitacionais concedidos com recursos do FGTS, exceto as auxílios ou descontos destinados à aquisição de material de construção para fins de conclusão, ampliação, reforma ou melhoria de unidade habitacional.

Levando em consideração o percentual de vulnerabilidades os nomes foram divididos em cinco grupos. Sendo,  famílias com pessoas com deficiência, seguidos das com idosos,  com mães chefe de família e o grupo com mais de três critérios e, por último, o grupo com menos vulnerabilidades.

“O processo para que os primeiros sorteados possam entrar em suas casas pode demorar alguns dias. Agora é a Caixa Econômica Federal que cuida de todo o processo. Para avaliar se os documentos estão corretos. Em caso de alguma irregularidade, a família seguinte do sorteio será avaliada para receber o benefício”, destaca a secretária Graziela Bender
 
“O sorteio buscou ser o mais transparente possível, convidamos todos os cadastrados para que viessem no dia do sorteio, assim como os conselheiros da Assistência Social e Habitação”, finaliza Graziela. 

 

 

Veja Também
Comentários
Loading...