Notícias de Caçador e Região

Prefeitura fará tubulações de córregos do Santelmo, DER, pavimentações, pontes e obras de mobilidade, com recursos do FINISA

O montante, de R$ 20 milhões, será aplicado para pavimentações de ruas

A Prefeitura de Caçador fará grandes obras de infraestrutura por toda a cidade, com os recursos do FINISA, aprovados pela Câmara Municipal nesta semana. O montante, de R$ 20 milhões, será aplicado para pavimentações de ruas, como a Tiradentes, que servirá como uma rota alternativa para muitos caçadorenses acessarem os mais diversos bairros.

Além disso, será construída uma nova via, dando continuidade à Ônio Pedrassani e seguindo até a ponte do Berger, passando por trás da Viposa, visando se tornar uma nova opção de acesso.

Outras pavimentações de ruas pela cidade também estão no pacote, bem como a construção de pistas de caminhada e ciclofaixas, integrando diversos bairros pelas margens dos trilhos, melhorando a mobilidade urbana.

Os recursos serão utilizados também para resolver problemas antigos dos córregos do DER e do Santelmo, através de obras de macrodrenagem.

No interior, está prevista a construção de 10 pontes de concreto no lugar das atuais, de madeira, para proporcionar mais segurança no trânsito e no escoamento da produção dos agricultores.

“Encaminhamos um projeto que é para fortalecer e melhorar a qualidade de vida de todos os caçadorenses. São obras importantes de mobilidade para toda a cidade. Além disso, temos um projeto pioneiro, elaborado em Caçador e que se tornou modelo para todo o Brasil, que é o nosso Parque Linear”, explicou o prefeito Saulo Sperotto.

Saulo ainda destacou que a Prefeitura demorou para conseguir todas as liberações, tanto na antiga Rede Ferroviária, que é a liquidante, através da Secretaria de Patrimônio da União, quanto na RUMO, que é a atual concessionária da linha férrea. “Foi nos repassada toda a área, às margens dos trilhos, através de uma cessão, em uma extensão de 10 quilômetros de toda a área remanescente da União”, completou.

Para as liberações, o projeto foi encaminhado ainda para o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). “Todos estes órgãos entendem que é um grande projeto e, inclusive, querem utilizar para vários municípios do Brasil, que têm áreas degradadas, mal utilizadas, com invasões”, revelou Saulo.

O prefeito salientou que o objetivo é fazer um trabalho adequado para preservar as de áreas do município, junto da malha ferroviária, que é o símbolo da colonização de Caçador, dando assim uma função específica para estes locais e criando uma interligação entre toda a cidade. “São áreas que tratarão mais mobilidade urbana, melhorando o tráfego de veículos e pedestres, de lazer, recuperação ambiental”, revelou Saulo.

“Com estes recursos vamos utilizar também para obras como macrodrenagens, pontes do interior, pavimentações, ponte interligando bairros e mais coisas que serão feitas, para promover a qualidade de vida das pessoas. Implantaremos ações e obras para melhorar a nossa cidade, essa é nossa preocupação”, completou o prefeito.

Na Câmara, votaram favoráveis os vereadores do PSDB, Adriano Pares, Jair Fernandes, Ricardo Barbosa e Sirley Ceccatto; do MDB, Neri Vezaro; do PSD, Cleo Figur; e do PDT, Fically. “Queremos agradecer aos vereadores que votaram na aprovação do projeto, porque, assim como nós, estão pensando e trabalhando para que Caçador seja ainda melhor. Agora, aguardamos apenas a liberação dos recursos para o início destas tão importantes obras”, finalizou Saulo.

Veja Também
Comentários
Loading...