Notícias de Caçador e Região

Prefeitos abandonam Fecam em protesto contra ações do presidente

O prefeito de Blumenau, Mario Hildebrandt (Podemos), e a prefeita de Vargem, Milena Becher (PL), anunciaram nesta terça-feira (9) que deixarão a Federação Catarinense de Municípios (Fecam) após as ações polêmicas do atual presidente da entidade e prefeito de Araquari, Clenilton Pereira (PSDB). Milena e Hildebrandt são, respectivamente, 1ª vice-presidente e 2º vice-presidente da Fecam. Outros prefeitos do conselho executivo e também do conselho fiscal ameaçam deixar a entidade.

Pediram renúncia também o 3° vice-presidente, Rudi Sander (Progressistas, prefeito de São Carlos), os membros titulares do conselho fiscal Giovani Nunes (PSL, prefeito de São Joaquim) e Orvino Coelho de Ávila (PSD, prefeito de São José) e o suplente do conselho fiscal e ex-presidente Joares Ponticelli (Progressistas, prefeito de Tubarão).

Pereira, que assumiu em janeiro, realizou uma série de reformulações na Federação após a posse. Entre as ações, a demissão de funcionários antigos e outros cortes que chegariam a R$ 1,2 milhão. A reclamação dos prefeitos é de que as medidas não foram tomadas em conjunto com o conselho executivo, ou seja, de forma unilateral. Segundo mandatários, Pereira não concordou em revogar as medidas durante reunião virtual na noite desta terça.

A expectativa é de que novas eleições possam ser realizadas nos próximos dias. Prefeitos esperam uma posição oficial do atual presidente – seja uma nova reunião, ou uma eventual renúncia. Após esse posicionamento, é cogitada uma ação entre os prefeitos descontentes contra Pereira. Segundo os dissidentes, a saída da entidade é uma maneira dos conselhos se distanciarem das responsabilidades políticas tomadas pelo presidente.

“Ou ele renuncia, ou vai existir uma nova eleição com o esvaziamento e discordância do conselho. […] A gente não sabe como ele vai reagir. Queremos que acabe da melhor forma”, disse um prefeito.

Clenilton Pereira foi procurado, mas não respondeu até o fechamento do texto.

Com informações RCN Online 

Veja Também

Comentários estão fechados.