Notícias de Caçador e Região

Policial civil e vereador de Abelardo Luz é preso após efetuar disparos e capotar carro

Fato aconteceu na manhã da quinta-feira, 18 – Reprodução/WhatsApp
178

O Poder Judiciário da Comarca de Abelardo Luz, Oeste de Santa Catarina, expediu um mandado de prisão preventiva em desfavor de um policial civil envolvido em um acidente com uma viatura da corporação, ocorrido na manhã de quinta-feira, 18, no interior do município. Lucas Sernajoto, que também é vereador no município, responde a três processos criminais.

Conforme Nota , o policial civil, na noite da última quarta-feira, 17,  liberou um homem que havia sido preso em flagrante pela Polícia Militar, após agredir e ameaçar de morte sua companheira. O homem foi entregue na delegacia de Abelardo Luz, juntamente com uma arma de fogo utilizada no crime. Sernajoto, usando a viatura da Polícia Civil, em companhia do preso, percorreu bares da cidade, onde ingeriram bebidas alcoólicas, contrariando a ordem de Medida Protetiva. Os mesmos foram até a residência da vítima e efetuaram disparos de arma de fogo conforme testemunhas de vizinhos.

Ao amanhecer, retornando com a viatura, acabou capotando a mesma na localidade de Três Pontes, Assentamento Roseli Nunes. Ao tomar conhecimento do fato, o Promotor de Justiça da Comarca de Abelardo Luz, Dr. Christopher Augusto Danieski, passou a investigar o caso.

Testemunhas afirmaram em depoimento que Lucas, em companhia do agressor, efetuaram vários disparos de arma de fogo contra a residência da vítima, que, juntamente com seu pai haviam passado a noite em um matagal, em consequência do fato. O Ministério Público determinou a prisão no início da madrugada desta quinta-feira, onde o Delegado Regional cumpriu a prisão. Após procedimentos, exames no IML, o policial foi recolhido para uma das celas da Delegacia de Polícia Regional de Xanxerê.

Sernajoto integra os quadros da Polícia Civil de Santa Catarina desde 2005. Elegeu-se vereador na última eleição, com 501 votos, sendo o 3º vereador mais votado. Já no início da Legislatura, elegeu-se presidente da mesa diretora da Câmara Municipal de Abelardo Luz. Por ocasião da cassação do então prefeito Nerci Santin, assumiu como prefeito interino por um período de 8 meses.

Em nota, a Polícia Civil informa que está acompanhando o caso e trabalha em conjunto com Poder Judiciário e Ministério Público para a apuração dos fatos, frisando que não coaduna com comportamentos que contrariem o código de ética da instituição.

Veja Também
Comentários
Loading...