Notícias de Caçador e Região

PM precisa usar granada de efeito moral durante festa

A Polícia Militar, juntamente com a Vigilância Sanitária, interrompeu uma festa que reunia mais de 200 pessoas na madrugada deste domingo (17) em um pesque-pague localizado em Linha Ficanha, interior de Joaçaba.

Três viaturas da PM foram empenhadas na ocorrência (PPT, Canil e Radiopatrulha). No local, havia mais de 60 veículos, onde os participantes curtiam a festa ao som de um DJ contratado, faziam uso de bebida alcoólica e de narguilé. Eles não usavam máscaras e tampouco mantinham o distanciamento exigido para evitar a propagação do coronavírus.

Os militares tiveram que efetuar disparos com tiro de bala de borracha e usar granada de efeito moral e gás de pimenta para dispersar a multidão, que investiu com os policiais jogando garrafas e latas.

Durante a ocorrência, muitos empreenderam fuga e se embrenharam em um milharal. Foram aproximadamente 2 horas para dispersar todos os participantes da festa clandestina.

O proprietário do local teve que assinar um Termo Circunstanciado para ser responsabilizado por desobedecer a decreto que estabelece regras durante a pandemia, principalmente em regiões como Joaçaba, classificada com risco gravíssimo de contágio.

Fonte: Caco da Rosa

Veja Também

Comentários estão fechados.