Notícias de Caçador e Região

PF faz varredura na residência oficial da Granja do Torto para Lula

O futuro diretor da Polícia Federal, o delegado Andrei Rodrigues, afirmou nesta terça-feira (20/12) que a corporação fez uma varredura em uma das residências oficiais do presidente da República, na Granja do Torto, a cerca de 12 km de Brasília (DF). Segundo Rodrigues, a família de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estuda se mudar para o local. Desde que chegou na capital federal, o futuro presidente ocupa uma suíte no hotel Meliá, no centro da cidade.

Mais cedo, Lula e sua esposa, a primeira-dama Janja, visitaram o local acompanhados de equipes da PF. A casa era utilizada pelo atual ministro da Economia, Paulo Guedes, desde março de 2020, mas foi desocupada na última semana. Guedes se mudou para o Rio de Janeiro, onde passará seus últimos 11 dias como titular da pasta de férias.

“Em relação às condições do imóvel, aí é uma avaliação muito pessoal da família, que vai fazer essa avaliação e, eventualmente, se tiver algum reparo a ser feito, vai proceder nesse sentido e decidir pela ida ou não ao imóvel”, afirmou Rodrigues.

Granja do Torto

A Granja do Torto é uma propriedade da Presidência da República. A casa de campo foi utilizada por diversos presidentes em vários momentos. O general João Figueiredo, último militar a comandar o país durante a ditadura, morou na granja, onde tinha uma criação de cavalos.

Em seus dois mandatos, entre 2003 e 2010, Lula também usou a Granja do Torto em diversas ocasiões. O local era utilizado pelo então presidente para fazer festas juninas que reuniam familiares, aliados e integrantes do governo petista.

Jair Bolsonaro, por sua vez, ficou hospedado na granja no período da transição, em novembro e dezembro de 2018, antes de tomar posse como presidente da República, em 1º de janeiro de 2019.

Segundo a Presidência, a Granja do Torto tem 37 hectares. O imóvel possui piscina, campo de futebol, quadra poliesportiva, churrasqueira, heliponto e uma área de mata nativa.

Com informações Metrópoles 

Veja Também

Comentários estão fechados.