Notícias de Caçador e Região

Pesquisa do FAP da UNIARP investiga a auriculoterapia no combate ao estresse

Um grupo de acadêmicos e funcionários da Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP) estão participando, de forma voluntária, de uma pesquisa realizada pelo acadêmico do curso de fisioterapia Felipe Mayer, desenvolvido sob supervisão da professora Liamara Basso Dala Costa.

O projeto de iniciação científica é viabilizado pelo Fundo de Apoio à Pesquisa (FAP) e possui o título de “A auriculoterapia como intervenção para redução do estresse na comunidade acadêmica da Universidade Alto Vale do Rio do Peixe”.

Felipe Mayer é acadêmico da 4ª fase do curso e tem dedicado as tardes de dois dias da semana para desenvolver a pesquisa. O estudo consiste em aplicar nos participantes, sessões semanais da técnica com a utilização de sementes. Ao final da pesquisa, acadêmico e professora irão verificar qual foi a influência que a auriculoterapia desempenhou no nível de estresse dos participantes.

De acordo com a professora Liamara, a maioria das pessoas apresenta sintomas de ansiedade e estresse em algum momento de suas vidas. O estresse em particular é caracterizado pelo acionamento dos mecanismos de alerta e alarme, desencadeando alterações físicas e emocionais, podendo afetar negativamente a qualidade de vida e produtividade laboral quando permanecem por muito tempo. “A auriculoterapia é considerada uma prática integrativa e complementar, caracteriza-se como um tratamento de baixo custo e menos invasivo capaz de tratar o estresse”, explica a professora.

A aplicação das sessões de auriculoterapia acontecem junto a Clínica de Fisioterapia da UNIARP. A expectativa é de que no mês de dezembro, os resultados finais do estudo sejam divulgados no SEDEPEX.

Veja Também

Comentários estão fechados.