Notícias de Caçador e Região

Pedido de lockdown de 2 semanas em SC é avaliado por juiz e pode ter decisão em até 5 dias

A decisão sobre o pedido do MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) e da DPE (Defensoria Pública do Estado) de decreto de lockdown por 14 dias em Santa Catarina por parte do governo do Estado, protocolado na quarta-feira (10), pode levar até cinco dias, tempo dado ao juiz Jefferson Zanini para análise do processo.

A assessoria do TJ-SC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) informou que ainda não há previsão para uma decisão em relação ao pedido do MPSC. A ação, protocolada às 19h44, da última quarta-feira, tem 86 páginas e tem assunto de alta complexidade.

A matéria será julgada pela 2ª vara da Fazenda Pública da comarca de Florianópolis. A promessa do juiz Jefferson Zanini, encarregado de julgar o pedido, é a de que a ação será “analisada com brevidade, dentro do humanamente possível”.

Órgãos insistem na importância do lockdown

O MPSC, assim como outros órgãos, haviam recomendado o lockdown ao Estado, entretanto, o governo pediu tempo para mostrar se suas ações teriam efeito.

Entre as justificativas da instituição para o pedido, estão o atual cenário de colapso do sistema de saúde, que tem mais de 400 pacientes na fila por leitos de UTI.

Além disso, também preocupa o fechamento dos pronto-atendimentos de hospitais e a média de óbitos por leito de UTI que está em 64%.

A ação civil pública com pedido de tutela de urgência para que o Estado estenda as restrições dos finais de semana por 14 dias contínuos foi ajuizada pela Promotoria de Justiça da saúde com atuação estadual e a DPE.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.