Notícias de Caçador e Região

Pastor é procurado por encomendar morte de empresário, no PR; suspeitos são presos

A Polícia Civil está à procura de um pastor suspeito de matar o gerente de uma empresa de odontologia, José Claiton Leal Machado, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, em abril de 2022. Além do pastor que é procurado, três pessoas foram presas nesta quarta-feira (11) suspeitas de envolvimento no crime.

O pastor, que já tem passagens pela polícia, é investigado por coordenar a morte de Machado. Os investigadores encontraram transferências de uma das empresas do investigado para um dos suspeitos, que está preso pelo crime. Os policiais identificaram também o pagamento de R$ 2 milhões feita por uma empresária ao pastor, que em troca, teria “desfeito vários serviços de macumba”, disse a polícia.

O delegado Fernando Jasinski, explica que a conta usada para receber essa “doação” da empresária foi utilizada para pagar a estadia de um dos envolvidos neste crime em Ponta Grossa.

“A motivação ainda está sendo apurada. O que sabemos até agora é que uma das contas identificadas nessa transferência de dinheiro da empresária ao pastor, foi utilizada para pagar a estadia de um dos suspeitos de executar a vítima”, explicou.

O crime 

José Claiton Leal Machado morreu na noite de 19 de abril de 2022 no bairro Uvaranas, em Ponta Grossa. Ele estava chegando em casa, quando foi abordado por dois homens. Os três entraram em luta corporal e um dos envolvidos estava armado e efetuou o disparo na cabeça do gerente.

Com informações RIC Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.