Início / Destaques / Parcerias que transformam: Trabalho em equipe faz sonho da restauração da Maria Fumaça se tornar realidade

Parcerias que transformam: Trabalho em equipe faz sonho da restauração da Maria Fumaça se tornar realidade

Quem passa pelo Museu do Contestado pode perceber que que a locomotiva está de cara nova. Através de grandes parcerias feitas pela Prefeitura, pelo projeto “Adote um Bem”, além da restauração da cabine do maquinista e a pintura da Maria Fumaça, que já estão em fase de conclusão, os vagões, portas e janelas serão revitalizados. Uma estrutura para proteger a locomotiva também será construída.

A restauração do maior patrimônio histórico de Caçador está sendo realizada por empresas e voluntários, que em parceria com a Prefeitura, se dispuseram a doar materiais e mão de obra, para ver este projeto acontecer. “Nós queremos mostrar que é possível. Trabalhando em equipe, vamos reviver este grande símbolo caçadorense”, afirma o diretor de Pesquisa e Inovação do IPPUC, Alexandre Schermach.

A Madeireira DM, em conjunto com a empresa Calhas Caçador, e os marceneiros Juci Dalellaste e Edson Luiz Dalellaste, está finalizando a restauração da cabine do maquinista. “A cabine foi reconstruída com uma madeira nobre, o Angelim, que vai durar muitos anos”, disse o proprietário da Madeireira DM, Moisés Ribeiro da Silva. “Estamos resgatando a nossa história, e isso não tem preço”, completou o proprietário da Calhas Caçador, Paulo Diovani de Paula.

Todo o trabalho foi realizado mantendo o projeto original da locomotiva. “Nosso município começou nos trilhos da Maria Fumaça, o mínimo que podemos fazer, é mantê-la viva para as próximas gerações”, comentou o marceneiro Juci.

“É importante é que a população se conscientize e cuide da Maria Fumaça. Ela é um bem histórico que precisa ser preservado”, alerta o também marceneiro Edson Luiz.

O Sindicato da Indústria da Madeira de Caçador, que através do seu presidente e também diretor da empresa Frame, está produzindo e doando para o projeto réplicas das 52 janelas dos dois vagões, em conformidade com o projeto original, que foi solicitado ao DNIT pelo IPPUC.

Os materiais para a estrutura, que vai servir como uma espécie de “garagem” para a locomotiva, já estão em fase de licitação. A cobertura será de policarbonato, e a estrutura de sustentação, será de ferro.

Boa parte da mão de obra deste projeto veio também da Secretaria de Infraestrutura de Caçador. “Eu andei em uma locomotiva parecida com essa quando era criança, e poder ver ela ficando tão bonita e participar deste projeto, é muito gratificante”, diz Eloir Souza dos Santos, que é um dos responsáveis pela pintura.

O “Adote um Bem”, junta a iniciativa privada com entidades, associações e pessoas físicas, para revitalizar espaços públicos abandonados ou ociosos. “Esta é apenas uma das ações do projeto. Temos muitos planos e quem tiver vontade de ajudar, entre em contato conosco e participe. Aos poucos, estamos reconstruindo a identidade de Caçador”, finaliza Alexandre.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Sobre Notícia Hoje

O Portal Notícia Hoje foi criado com o objetivo de ser uma alternativa na comunicação online. Trazendo notícias de Caçador e região, aborda política, economia, segurança, esportes e variedades e já se consolidou como referência na informação com rapidez e credibilidade.

Veja também

Avaí/Kindermann perde em casa para o Corinthians

  O Avaí/Kindermann recebeu neste sábado, 20, o Corinthians, em jogo válido pela quinta rodada …