Notícias de Caçador e Região

Parapsicólogo diz saber causas do “apedrejamento” de casas no interior de Joaçaba

Continua sem explicação o caso envolvendo as residências que estão sendo apedrejadas na comunidade de Santa Clara Baixa, interior de Joaçaba. O caso está intrigando os moradores e divide opiniões sobre o que estaria acontecendo. As casas estão sendo atingidas por pedras de vários tamanhos desde a última sexta-feira, dia 23. O fato inclusive foi presenciado por policiais militares  que estiveram no local e não conseguiram identificar de onde as pedras estavam vindo. Vandalismo ou algo paranormal.

A reportagem da Rádio Catarinense manteve contato com o parapsicólogo Valmor Romano de Bento Gonçalves/RS. Professor Valmor, que anos estuda fenômenos desta natureza, há pouco tempo esteve na cidade de Ronda Alta, região de Chapecó, investigando o caso de uma residência onde os móveis e objetos incendiavam de maneira inexplicável. Lá foi constatado que uma ação paranormal, provocada involuntariamente por um membro da família estava provocando o fenômeno.

Valmor, que teve acesso as informações do caso de Joaçaba, acredita que trata-se da mesma situação e possivelmente tendo como origem algum adolescente. Segundo ele são cargas negativas da mente humana, mas não atribuídas à “demônios” ou algo do gênero.

Para ele, não são coisas cometidas por espíritos ou alguma força fora do comum. O que pode acontecer é que tal ato esteja sendo cometido por algum morador do local ou das imediações, entretanto, a pessoa não tem consciência do que está fazendo.

“A família não consegue resolver sozinha. Precisa ser feito um trabalho sobre a mente inconsciente e tentar descobrir a causa”, frisou.

Com informações Rádio Catarinense 

Veja Também

Comentários estão fechados.