Notícias de Caçador e Região

Pandemia atinge também pagamentos de pensão alimentícia

Tem pedidos de revisão sob o argumento da suspensão do contrato de trabalho bem como a redução de salário.

Em Blumenau, Itajaí e Caçador foram aprovados pedidos de redução de até 50% dos valores pagos. Em Criciúma e Tubarão os magistrados estão aguardando as audiências presenciais.

Outro dado se refere ao auxílio emergencial. Em Araranguá e Imaruí ocorreram situações em que foi consultada a Caixa Econômica Federal e com o auxílio aprovado automaticamente foi efetuado o bloqueio dos valores para o pagamento da pensão alimentícia. Em Chapecó o juiz da Primeira Vara da Família prorrogou a suspensão dos mandados de prisão em relação ao não pagamento da pensão.

E há uma atenção redobrada dos magistrados evitando “golpes” para fugir da responsabilidade da pensão alimentícia, por isso a exigência de provas da perda de emprego ou redução salaria.

Com informações ND Online 

Veja Também

Comentários estão fechados.