Notícias de Caçador e Região

Palanques duplos e tensões: Bolsonaro e Lula fecham alianças nos Estados

O presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fecharam palanques duplos, alianças não recíprocas e tensões nas convenções partidárias, encerradas na última sexta-feira (5).

O PL concorre aos governos em 14 dos 26 Estados. O presidente subirá em palanques em sete deles e no Distrito Federal fora de seu arco de alianças como União Brasil, PSD, MDB e até o Solidariedade, aliado a Lula. As informações são da Folha de São Paulo.

Em Santa Catarina, a situação é mais favorável a Bolsonaro com três partidos do arco de alianças do presidente, que têm candidatos a governador e disputam apoio do presidente: o governador Carlos Moisés (Republicanos), o senador Jorginho Mello (PL) e o senador Esperidião Amin (PP).

Em parte dos Estados, o presidente não conseguiu criar palanques competitivos como no caso do Piauí, onde Sílvio Mendes (União Brasil), candidato do ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP).

No Rio de Janeiro, base eleitoral de Bolsonaro, o MDB partido do candidato a vice-governador Washington Reis vai apoiar Lula. No Maranhão, há apoio à candidatura ao governo de Weverton Rocha (PDT), que tem o apoio de setores do PT.

Com informações ND Mais 

 

Veja Também

Comentários estão fechados.