Pai que foi demitido por foto com refrigerante de concorrente é contratado por marca rival

Notícia Hoje

Notícia Hoje

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

Keoma Messias de Oliveira, um pai de família de 27 anos, foi demitido por ter tirado uma foto com um refrigerante da marca concorrente durante o aniversário de seu filho. No entanto, sua sorte mudou quando ele foi contratado pela empresa rival.

Em uma postagem no Instagram, Keoma expressou sua gratidão a Deus, afirmando que “Ele nunca erra e que sempre haverá tempo para recomeços”. O pai também agradeceu a todas as pessoas que compartilharam e comentaram suas postagens sobre essa reviravolta em sua vida.

A história aconteceu em Ariquemes, a 202 quilômetros de Porto Velho, em Rondônia. Keoma jamais imaginou que ao aparecer na foto no aniversário do filho, de 2 anos, ao lado do refrigerante Dydyo, a principal rival da empresa em que trabalhava, seria demitido.

A demissão

A marca Dydyo, que contratou Keoma, é concorrente da Frisky, empresa em que Keoma era operador de máquinas de rótulos.

A foto de família chegou até a alta cúpula da empresa. Os colegas de trabalho de Keoma contaram que o chefe não se conformou com o que viu e mandou demiti-lo.

Segundo Keoma, a festa foi organizada pela irmã, responsável pela compra do refrigerante. “Não demorou muito”, Keoma contou que foi convocado a ir no DRH (Departamento de Recursos Humanos) e demitido.

O RH argumentou que Keoma tinha baixo desempenho. O ex-funcionário disse, no entanto, que jamais recebeu críticas ou ressalvas no trabalho.

Indignação

Apesar da reviravolta e diante da demissão, Keoma entrou na Justiça, no TRT-14 (Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região), para receber R$ 7 mil de indenização por danos morais.

Por mais que a medida ainda caiba recurso, especialistas afirmam que a tendência é de o funcionário sair vitorioso.

Marcas de refrigerante

Na página da Dydyo Refrigerantes, que contratou Keoma, a empresa informa ter sido criada a partir da amizade de dois estudantes, os jovens Cley Muniz e Robisson Dorner.

Já a Indústria Femar, de onde o pai foi demitido, tem sede em Ariquemes, e na página da empresa informa que segue valores que buscam beneficiar a todos, proporcionando satisfação e vitalidade.

Com informações Portal R7 

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp