Notícias de Caçador e Região

Pai esfaqueia filhos, coloca fogo na casa e menina morre carbonizada

Um crime que chocou Criciúma e Santa Catarina. Nesta sexta-feira (13), um homem  identificado como A.Z, 39 anos, esfaqueou os próprios filhos, uma adolescente de 13 anos e um menino de 7 anos.

Por volta das 21h35, ele invadiu a casa, na rua Everson Ramos Jesuíno, bairro Meller, em Criciúma, no Sul do Estado, e cometeu o crime bárbaro.

Como foi o crime: relato de terror das crianças

O homem tinha seis filhos e os seis estavam na casa em um quarto juntos. Quando o pai chegou, foi até a sala e em seguida foi até o quarto onde acendia e apagava a luz do quarto. Em determinado momento, segundo relatos das crianças à Polícia Militar, A.Z. pegou uma faca e foi para cima dos filhos, acertando o menino de 7 anos na perna.

Depois disso, o pai foi para cima da adolescente de 13 anos e a esfaqueou. Os irmãos tentaram defendê-la tentando puxar o braço do pai, mas não conseguiram. Correram para fora da casa enquanto a adolescente e o menino, feridos, ficaram dentro.

Naquele momento, o pai teria ido para fora da residência e chamado os filhos para entrar, mas quando um deles falou que iria chamar a polícia o homem começou a colocar fogo no casa.

Ainda segundo contaram as vítimas, o pai teria tentado esfaquear todos os filhos, mas só conseguiu atingir  dois.

Após atear fogo na casa, A.Z fugiu do local.

Quando o Corpo de Bombeiros chegou, populares que estava no local informaram que a filha mais velha poderia ainda estar dentro da residência, pois ninguém teria visto ela sair do local. O menino havia saído e estava com ferimento na perna esquerda. Foi atendido e foi deixado aos cuidados de uma tia.

Ao entrar na casa, os bombeiros localizaram o corpo da irmã, de 13 anos, carbonizado próximo à cozinha. Ela teria ajudado o irmão a sair da casa, mas por estar muito debilitada acabou não conseguindo deixar a casa que já estava em chamas.

A Polícia Civil, Instituto Geral de Perícias e Instituto Médico Legal estiveram no local. O IGP coletou material para analisar a causa da morte da adolescente.

Autor é preso

Após o crime bárbaro, a Polícia Militar fez buscas e conseguiu localizar e prender A.Z. No momento da prisão, estava completamente transtornado e alterado pelo uso de drogas, disse o tenente Giovanni Fagundes dos Santos, que ajudou a prendê-lo.

O homem foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio doloso (com intenção de matar) e encaminhado ao Presídio de Criciúma.

A.Z tem passagens por furto, lesão corporal, posse de drogas e tentativa de homicídio, segundo informou a Polícia Militar.

Histórico de violência

Em conversa com a avó materna das crianças, que mora nos fundos da casa incendiada, a Polícia Militar ouviu o histórico de violência de autor A.Z .

A mulher contou que sua filha foi embora porque não aguentava mais a violência doméstica que sofria com A.Z. Por isso, quem estava cuidando das crianças era a avó.

Na noite de sexta-feira, antes do crime, a avó e A.Z teriam ido a um culto, mas no caminho de volta o homem teria saído descontrolado falando que ia matar todo mundo. Acabou entrando na casa e ferindo os dois filhos com faca. Depois ateou fogo.

Ainda segundo a vó das crianças, A.Z. ,por ser usuário de drogas, sempre causou inúmeros problemas à família. Por diversas vezes, a filha vinha pedir socorro em sua casa.

Veja Também

Comentários estão fechados.