Notícias de Caçador e Região

Pai de irmãs assassinadas diz que suspeito já tinha ameaçado vítimas

O principal suspeito de matar três moças na noite desta segunda-feira em Cunha Porã, no Oeste de Santa Catarina, havia feito ameaças a elas nos últimos dias. Isso é o que relatou o pai das vítimas, Neuri Horbach, 52 anos, nesta terça-feira, 28. O relato emocionado dele resumiu a noite trágica vivida pela família que mora no interior de Cunha Porã, na comunidade de Sabiazinho.

Neuri mora em outra residência e ficou sabendo do crime depois que familiares o avisaram. Na casa onde elas foram assassinadas residiam Julyane Norbach, 24, e Gilvane Meyer, 25. As irmãs de Julyane, Rafaela, 15, e Fabiane, 12, estava no local porque foram até lá passar o feriado de Carnaval. Além dos quatro, também estava na casa o filho de Rafaela, de dois meses.

O suspeito, que ainda não teve o nome divulgado, é o ex-companheiro de Rafaela e pai da criança. Neuri conta que recentemente ele prometeu matar as três irmãs. “Isso era ruindade dele. Ele prometeu para July que ia matar ela e as outras também. Na semana passada foi feito um boletim de ocorrência. Ele queria matar a criança também”, conta o pai das vítimas.

O pai diz que há três meses não falava mais com o rapaz. “Antes a gente conversava, nunca imaginava que ele faria uma coisas dessas”, finalizou.

Conforme o relatório da ocorrência redigido pela PM da cidade, o crime teve motivação passional, provocado por ciúmes e deve ser enquadrado como feminicídio. Outros detalhes da ocorrência ainda não foram divulgados.

Com informações de DC

Veja Também

Comentários estão fechados.