Notícias de Caçador e Região

Operação em deslizamento na BR-376 conta com mais de cem bombeiros, policiais e cães de busca

Mais de 120 bombeiros militares e voluntários participam da força-tarefa para resgatar as vítimas do deslizamento de uma encosta na BR-376, perto da divisa entre Paraná e Santa Catarina. A queda de barreira ocorreu na noite de segunda-feira (28) e a operação segue nesta terça (29).

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, há 35 bombeiros militares do Estado no local, com dez viaturas. Três binômios (dupla de bombeiro e cão de busca) foram enviados, dois de Blumenau e um terceiro de Itajaí.

Além disso, também foram deslocadas duas equipes especializadas em atendimentos extremos, chamadas de Forças-Tarefa. Elas pertencem ao batalhão de Balneário Camboriú e de Itajaí e contam com equipamentos específicos para áreas deslizadas e resgate veicular.

Os bombeiros voluntários do Estado também estão mobilizados no local. Segundo a ABVESC (Associação dos Bombeiros Voluntários no Estado de Santa Catarina), há 32 bombeiros voluntários de Indaial, Ilhota, Barra Velha, Guaramirim, Lontras, Jaraguá do Sul e Joinville, com oito ambulâncias e dois caminhões.

A corporação de Joinville levou 12 especialistas em salvamento vertical e resgate veicular, além de duas ambulâncias tripuladas por médicos e enfermeiros voluntários, totalizando 20 bombeiros.

No local, também atuam 54 bombeiros militares do Paraná, com 15 viaturas e cães farejadores, além de policiais e profissionais da Arteris Litoral Sul, concessionária que administra a rodovia.

Até as 10h desta terça-feira (29), há a informação de, pelo menos, uma vítima fatal. Outras três pessoas foram socorridas, uma delas encaminhada ao Hospital São José, de Joinville.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.