Início / Destaques / Operação da GAECO investiga empresa de Tratamento de Resíduos Urbanos nas cidades irmãs

Operação da GAECO investiga empresa de Tratamento de Resíduos Urbanos nas cidades irmãs

Com início por volta das 05 horas da madrugada desta segunda-feira, dia 22 de janeiro, a Operação desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO de Joinville e Curitiba faz buscas por documentos em uma investigação envolvendo a empresa de Tratamentos de Resíduos Urbanos, a Ecovale.

Na operação, equipes do serviço de Inteligência da Polícia Militar de Porto União deram apoio a GAECO, onde fizeram a guarda em prédios públicos e na empresa, evitando a entrada de pessoas até que a busca fosse realizada.

De acordo com o documento os mandados são cumpridos na residência de representantes da empresa, na rua Professora Amazília, centro de União da Vitória, em duas residências no bairro Cristo Rei e também em Curitiba. Também ocorre na empresa Ecovale, localizada na rua Marechal Deodoro e na balança de pesagem, na rodovia João Paulo Reolon.

O GAECO também esteve em mandado de busca nas prefeituras das cidades irmãs, as quais seriam, de acordo com o jurídico da Administração de União da Vitória, devido aos contratos existentes entre o Poder Executivo Municipal e a empresa.

Prefeitura diz que não é objeto de investigação pelo Gaeco

A assessoria jurídica da prefeitura de União da Vitória contestou a informação veiculada pela imprensa local de que o prefeito Santin Roveda está sendo investigado na ação de hoje do Gaeco – SC.

Na manhã desta segunda-feira, 22, a Polícia Militar de Porto União guardava a porta de entrada da prefeitura com um documento nas mãos.

A reportagem teve acesso aos mandados de busca e apreensão, eles têm como alvos, a empresa Ecovale, a prefeitura e uma balança de pesagem localizada no bairro São Gabriel.

No documento são citados os nomes de Luiz Francisco Antunes de Lima, Scheila Mara Weiller Antunes de Lima, Gustavo Luiz Alves de Lima, Camila Antunes de Lima, e Raulino Weiller Filho.

Nestes documentos não existe menção ao prefeito Santin Roveda ou qualquer outro membro da sua atual administração. O objetivo do Gaeco na ação de hoje, inominada até o momento; é a apreensão de documentos relacionados a contratos e relatórios de prestação de serviços e pesagem do lixo, por parte da empresa.

 

Com informações – Canal 4 e VVale

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Sobre Notícia Hoje

O Portal Notícia Hoje foi criado com o objetivo de ser uma alternativa na comunicação online. Trazendo notícias de Caçador e região, aborda política, economia, segurança, esportes e variedades e já se consolidou como referência na informação com rapidez e credibilidade.

Veja também

Junkebox é apreendida em bar no Alto Bonito

A Polícia Militar de Caçador apreendeu na noite desta sexta-feira, 16, uma máquina Junkebox em …