Notícias de Caçador e Região

O que muda com a ampliação do decreto em Santa Catarina

O governador Carlos Moisés confirmou na noite desta sexta (24) a ampliação das medidas de isolamento social. O novo decreto entra em vigor na próxima segunda-feira (27) e tem validade por 14 dias.

As medidas passam a valer para mais três regiões da saúde classificadas em situação gravíssima, de acordo com a matriz de avaliação de risco regionalizada de enfrentamento ao novo coronavírus.

Desde a última quarta-feira (22), o Extremo-Sul, o Meio-Oeste e o Oeste entraram na faixa considerada mais crítica. Ao todo, são 173 municípios catarinenses, representando 77,2% da população.

Regiões de risco gravíssimo:
Carbonífera;
Foz do Rio Itajaí;
Grande Florianópolis;
Médio Vale do Itajaí;
Nordeste;
Xanxerê;
Extremo Sul Catarinense;
Meio Oeste;
Oeste.

Entre as restrições, está prevista a suspensão do transporte coletivo urbano municipal e intermunicipal. Veja as medidas para as regiões:

É proibido:
Transporte coletivo urbano municipal e intermunicipal de passageiros pelo período de 14 dias a partir do dia 27 de julho;

Concentração e permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, como parques, praças e praias;

Casas noturnas, cinemas, teatros, museus, shows e afins;

Campeonato Catarinense de futebol: suspenso até 7 de julho, mesma data do início da Série B do Campeonato Brasileiro; estadual corre o risco de não acontecer por falta de datas; estão suspensos também os demais eventos esportivos em todo o Estado;

Aulas presenciais proibidas até 7 de setembro para todas as regiões do Estado. A medida é válida para unidades das redes públicas e privadas de ensino, municipal, estadual e federal, relacionadas à educação infantil, ensino fundamental, nível médio, educação de jovens e adultos e ensino técnico.

Santa Catarina contabiliza, segundo boletim do governo do Estado, mais de 67,3 mil pacientes confirmados com o novo coronavírus. Segundo o balanço, nas últimas 24 horas foram registrados 2.316 novos casos e 36 óbitos, totalizando 880 mortes em decorrência da doença.

Com informações ND Online 

Veja Também

Comentários estão fechados.