Notícias de Caçador e Região

Nota do Enem leva estudantes brasileiros a cursar graduação em Portugal

O número de brasileiros em Portugal aumentou de maneira considerável nos últimos anos. Segundo o SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras), são 183.933 residentes legais no país e grande parte desses brasileiros são estudantes e se mudaram para cursar uma graduação.

A brasileira Mônica Dutra, 37 anos, natural de Guaíba (RS), faz mestrado em educação social pelo IPB (Instituto Politécnico de Bragança) de Portugal. As informações são do R7.

Ela se mudou para o país em 2019 quando foi aprovada no curso de graduação de engenharia ambiental, através da nota obtida do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2018. “Fiquei feliz e ansiosa pela nova etapa. Se der tudo certo, ficarei satisfeita e, se não der, vou ter aprendido muitas coisas”, relata.

Planejamento financeiro

A estudante brasileira dá dicas para aqueles que querem estudar fora do país. Segundo ela, o planejamento financeiro é fundamental. Além disso é importante estar aberto para “conhecer e entender a cultura do outro”. A resiliência também faz parte do processo. Se você aproveitar esta oportunidade por inteiro, irá no mínimo aprender, amadurecer e ampliar seus horizontes”, esclarece a jovem.

De acordo com dados da Direção Geral do Ensino Superior de Portugal, foram registradas mais de 5.296 matrículas de estudantes estrangeiros no país entre 2019 e 2020, o que equivale a um aumento de 34% em relação ao ano letivo anterior.

Dados de 2020 da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da República Portuguesa mostram que 26% dos inscritos no ensino superior são estudantes que têm o português como língua oficial ou dominante.

O gestor responsável do escritório de comunicação do IPCB (Instituto Politécnico de Castelo Branco), Roberto Monteiro, localizado na cidade portuguesa de Castelo Branco, esclarece que há um aumento expressivo na procura e também no número de ingressos de estudantes brasileiros no próprio Instituto.

As universidades públicas de Portugal não são 100% gratuitas como no Brasil. Há uma taxa anual para pagamento de aproximadamente 1.350 euros para os cursos de graduação.

Os estudantes interessados em aplicar para uma universidade em Portugal com a nota do Enem devem fazer o processo diretamente pela internet da página da instituição de interesse.

É importante estar atento às informações dos editais que contem quais cursos estão sendo ofertados bem como o número de vagas disponíveis para participantes estrangeiros.

O ano letivo em Portugal inicia em setembro. Por este motivo, quem tem interesse em estudar ainda neste ano deve se atentar ao calendário dos processos seletivos, que finalizam no próximo mês, março.

Enem Portugal

Mais de 50 institutos politécnicos e escolas superiores têm acordo interinstitucional com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), garantindo acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursos de graduação em Portugal.

Segundo o Inep, cada instituição define as regras e pesos para o uso das notas. Os acordos não envolvem a transferência de recursos e não preveem financiamento estudantil pelo governo brasileiro.

A revalidação de diplomas e o exercício profissional no Brasil dos estudantes formados em Portugal estão sujeitos à legislação brasileira.

Inscrições

As inscrições dos estudantes devem ser feitas diretamente nas instituições portuguesas e os inscritos serão chamados, conforme desempenho e critérios que variam de universidade para universidade. Alguns cursos exigem teste de habilidades específicas, o candidato precisa se informar diretamente com a instituição escolhida.

Confira na página do Inep a lista de instituições que aceitam o Enem.

Com informações ND Mais 

 

Veja Também

Comentários estão fechados.