Notícias de Caçador e Região

‘Nosso inimigo é o vírus, não o presidente, governador ou prefeito’, diz Bolsonaro em SC

“Esse vírus, como outros, veio para ficar, é quase impossível erradicar”. A afirmação é do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) em visita a Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, na manhã desta quarta-feira (7).

Bolsonaro desembarcou no Aeroporto Serafin Enoss Bertaso, próximo às 9h, com a comitiva presidencial. Ele seguiu direto para o Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, onde foi instalado o CAAC (Centro Avançado de Atendimento Covid) com 75 leitos de enfermaria e 20 de UTSI (Unidade de Terapia Semi-intensiva).

A estrutura foi criada no dia 24 de fevereiro e desativada esta semana após zerar o número de pacientes internados. Foram 102 altas, 85 transferências e 19 mortes registradas no CAAC. A maior cidade do Oeste catarinense foi apontada pelo presidente como um exemplo a ser seguido no combate à Covid-19.

“Conversei reservadamente com o prefeito. Ele está buscando alternativas para dar liberdade aos médicos. Chapecó passou por uma crise séria há poucas semanas, mas acreditamos que está entrando em uma normalidade, entre aspas”, disse Bolsonaro à imprensa.

Segundo o presidente, o país não tem condições de aderir a uma política de lockdown. “Agrava muito a questão do desemprego no Brasil. O desemprego e a fome matam e muito mais do que o próprio vírus. Não vai ter lockdown nacional”, afirmou ele, dizendo temer problemas sociais gravíssimos no Brasil.

“Liberdade acima de tudo”

Em seu discurso no plenário do Centro de Eventos, durante uma cerimônia para cerca de 200 pessoas, o presidente pediu liberdade acima de tudo. “A nossa liberdade vale mais que a nossa própria vida. É um crime querer tirar a liberdade de um profissional da saúde”.

Apesar da visita, Bolsonaro não anunciou oficialmente nenhum investimento ou nova ação no combate à Covid-19.

Segundo o presidente, com todas as dificuldades que o país vem atravessando, muita coisa foi feita. “O nosso inimigo é o vírus, não o presidente, governador ou prefeito”, disse.

Bolsonaro enfatizou que Chapecó é uma cidade para ser olhada pelos outros prefeitos do Brasil e parabenizou a governadora em exercício, Daniela Reinehr.

“Nós conseguimos”

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), abriu seu discurso agradecendo aos profissionais de saúde na linha de frente do combate ao coronavírus. “Nós conseguimos dar um exemplo para o Brasil, isso é bem verdade”, disse.

Rodrigues relatou a Bolsonaro que no pior momento da pandemia, muitas pessoas estavam em casa agonizando por falta de ar. “Contra os números não há questionamentos”, salientou.

Com a palavra, a governadora em exercício complementou dizendo que há “muita responsabilidade e muito cuidado pela frente, mas com um pouco mais de tranquilidade”, acrescentou.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.