Notícias de Caçador e Região

Neto rouba cartão de crédito da avó e gasta mais de R$ 7 mil, no PR

Um jovem de 24 anos furtou o cartão de crédito da própria avó e gastou mais de R$ 7 mil em Curitiba. A vítima de 66 anos explica que o neto foi visitá-la no dia 12 de fevereiro e aproveitou o momento em que ela dormia para levar o cartão. A reportagem é de William Bittar, da RIC Record TV, de Curitiba.

“Ele disse que veio passar a tarde comigo, saímos, fizemos algumas compras voltamos lá por umas 16h. Aí, como eu tomo remédios pra depressão, síndrome do pânico, eu sentei aqui, fiquei meio tonta, ele me levou para o quarto e depois ele foi embora. […] Ele se ofereceu pra fazer janta, dai ele me deu um suco, que eu desconfio que ele deve ter posto alguma coisa porque eu não costumo dormir nesse horário. Já era noite a hora que eu acordei, eram mais de 22h”, explica Lindamir de Assis.

O crime foi descoberto alguns dias depois, quando Lindamir foi usar o cartão de crédito e ele estava bloqueado. Segundo conta, ela foi até uma agência bancária e foi informada de que haviam tentado passar valores de até R$ 21 mil. “Me disseram que meu cartão foi bloqueado porque teve várias tentativas de passar o cartão na máquina de compras com valores bem altos de R$ 20 mil, R$ 21 mil. Ele foi descendo [o valor] como ele não conseguiu, ele passou no caixa [eletrônico] e pegou todo o limite que eu tinha. Ele tirou tudo”, conta.

Neto chegou a morar com a vó

Visivelmente abalada, Lindamir conta que o neto já morou com ela e, por isso, sabe as senhas de todos os seus cartões. “Como eu sou uma pessoa já de idade, tenho esse problema de Síndrome do Pânico, eu não saio muito de casa e não me liguei de trocar as senhas. Ele sabia porque ele ia no banco pra mim”.

“Eu tô desesperada, não sei o que fazer. Estou em estado de pânico desde que descobri e ele está na praia com a mulher dele. […] A decepção foi muita. Ele veio me tratando de um jeito, eu ainda falei ‘obrigada, filho de você ter vindo passar a tarde com a avó porque eu tô sozinha’, agradeci de ele ter saído comigo, mas ele veio aqui especialmente pra me roubar porque fazia mais de um ano e meio que ele não vinha aqui”, diz a avó decepcionada.

Há dois anos, o neto já havia roubado o cartão da avó. Na ocasião, ela chegou a registrar um boletim de ocorrência, mas desistiu de representar contra ele, no entanto, dessa vez Lindamir declarou que não tem como ignorar. Principalmente porque ela contava com esse dinheiro para pagar por um procedimento cirúrgico que precisa fazer.

“É neto, eu relevei. Só que dessa vez não tem como relevar porque é muito dinheiro pra mim. Eu não tenho esse dinheiro”, desabafa.

Depois do ocorrido ela chegou a tentar entrar em contato com o neto, mas conseguiu falar apenas com a esposa dele. Conforme conta, a mulher negou que o marido cometeu o crime.

O crime foi registrado pela Polícia Civil como furto qualificado com abuso de confiança.

Com informações ND Online 

 

 

 

Veja Também
Comentários
Loading...