Mulher teria voltado para ajudar filho durante incêndio em residência, diz polícia

Jonathan Ribeiro

Jonathan Ribeiro

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

Mulher

A mulher, de 64 anos, que morreu queimada no incêndio em residência, na noite da última sexta-feira, dia 25, em Curitibanos, teria voltado até a casa para ajudar o filho cadeirante, informou a Polícia Civil.

O homem, identificado como Luciano Andrade, de 44 anos, também morreu na tragédia.

Inês Maria Andrade estava em casa na companhia de Luciano e das duas netas pequenas, quando as chamas começaram. A suspeita é de que o fogo tenha iniciado no fogão à lenha, mas a perícia do Corpo de Bombeiros deverá confirmar ou descartar a hipótese.

Mulher saiu com as netas, mas retornou salvar o filho

As meninas conseguiram deixar a casa e Inês Maria também. Porém, a mulher retornou para o interior da residência já em chamas para salvar o filho que era paraplégico.

A equipe dos bombeiros precisou utilizar aproximadamente 10 mil litros de água para combater o fogo. Ao final do rescaldo, os corpos foram encontrados carbonizados entre os escombros.

Com informações Oeste Mais 

LEIA TAMBÉM: Professor é suspeito em desaparecimento de menina de 12 anos

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp