Notícias de Caçador e Região

Mulher que viajava pelo país com motorhome foi assassinada em SC, diz polícia

Ivani D’Agostini Costa, moradora de Balneário Camboriú, que viajava o país de motorhome, foi assassinada, revelou a Polícia Civil. A mulher de 56 anos foi encontrada morta em junho deste ano, dentro de um rio, em Indaial, e, à época, a suspeita era de que uma queda tinha causado a fatalidade. Porém, a investigação indicou que a viajante na verdade foi vítima de homicídio.

 O então companheiro de Ivani, suposto autor do crime, foi preso preventivamente nesta quarta-feira, dia 31.

 Durante as investigações, a Polícia Civil verificou que o marido, o cubano Avilio Félix Rodriguez Mesa, que a acompanhava nas viagens, teria sido contraditório nos depoimentos. Além disso, laudos indicaram que homem teria ferido a cabeça da vítima com um objeto não identificado, em um golpe dado pelas costas.

 O suspeito teria deixado a “vítima Ivani Hoeff D’Agostini Costa sozinha e caída no rio, sendo a asfixia por afogamento a causa suficiente para sua morte, conforme apontado no laudo”, citou o Ministério Público na denúncia.

 Além da qualificadora de feminicídio, Avilio Félix Rodriguez Mesa responde por motivo torpe, já que teria dificultado ou tornado impossível a defesa da vítima. Segundo a denúncia do MPSC, Ivani tinha feito uma cirurgia no pulso no dia anterior da morte. Além disso, ela tinha problemas no joelho direito e tornozelo esquerdo.

 Logo após o crime, o suspeito chegou a comentar a perda nas redes sociais: “Luto eterno na minha alma, perdi o mais valioso que já tive na minha vida, minha outra metade, minha eterna companheira, Ivani”, escreveu. Após ser preso nesta quarta-feira, o homem foi ouvido e negou o crime.

Motivação

 Viajante e youtuber, Ivani teria sido morta por motivos financeiros. De acordo com as investigações, o homem sabia que ela queria terminar o relacionamento dos dois. Além disso, no testamento da mulher, o veículo em que o casal morava e usava para viajar, ficaria para o homem.

Viagens

Ivani mantinha um canal no YouTube chamado “Motorhome Sabiá” onde compartilhava desde o início do ano as viagens que fazia com o companheiro. A viajante era de Rio Brilhante, no Mato Grosso do Sul.

Com informações do NSC

Veja Também

Comentários estão fechados.