Notícias de Caçador e Região

Mulher expõe vídeos íntimos com amante e exige dinheiro 

Uma mulher de 49 anos foi indiciada por extorsão, injúria, difamação e por divulgar cenas de sexo em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. A investigação está sob responsabilidade da DIC (Divisão de Investigação Criminal) do município.

A vítima, um homem de 55 anos, procurou a Polícia Civil no fim de agosto alegando estar sofrendo ameaças de sua amante, a qual estaria exigindo dinheiro para não divulgar fotos e vídeos íntimos de encontros dos dois.

Conforme relato do homem à polícia, após não receber o valor exigido, a mulher teria enviado, aos familiares dele, fotos e vídeos dos encontros íntimos, proferindo ameaças contra ele.

Testemunhas foram ouvidas e as trocas de mensagens, vídeos e fotos íntimas foram colhidos pela Polícia Civil. Interrogada, a mulher confirmou o relacionamento com o homem e admitiu que passou a exigir o pagamento de dinheiro sob ameaças de divulgar o conteúdo dos encontros íntimos.

Em seguida, enviou as fotos e vídeos a familiares do homem, além de proferir ofensas em redes sociais dirigidas a ele. Conforme a polícia, ela justificou as atitudes porque o homem, segundo ela, não lhe dava a atenção devida e, por vezes, a maltratava.

Crimes

A mulher foi indiciada e deverá responder por crimes contra a honra, extorsão e divulgação de cenas de sexo. Segundo a polícia, a pena mínima para esses crimes é de 6 anos de reclusão, além de multa.

O inquérito policial foi remetido ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, para prosseguimento da persecução penal. A Polícia Civil orienta para que as vítimas de tais crimes, assim que forem ameaçadas e/ou coagidas a realizar pagamentos, procurem a delegacia mais próxima para obter as orientações necessárias.

O contato também pode ser feito pelo telefone 181, WhatsApp/Telegram da Polícia Civil (48) 98844-0011 ou pela Delegacia Virtual: https://delegaciavirtual.sc.gov.br/. “Quanto antes a polícia intervir no crime, menores são as chances de a vítima ter conteúdo íntimo exposto e prejuízo financeiro”, alertou a Polícia Civil.

Com informações ND Mais

Veja Também

Comentários estão fechados.