Notícias de Caçador e Região

MP investiga grupo de viajantes que levariam bombas para a posse em Brasília

O Ministério Público do Mato Grosso (MP-MT) recebeu uma denúncia sobre um grupo de quatro pessoas que estariam a caminho de Brasília levando, dentro do carro, bombas, spray de pimenta e outros itens considerados perigosos. Segundo a denúncia, o grupo viajava para aterrorizar o evento de posse do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), marcada para este domingo (1º/1).

O MPMT deve encaminhar processo para o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), pois argumentou que, apesar de os denunciados serem residentes do município de Colniza/MT, o “suposto crime contra a paz pública poderá ocorrer na capital federal, Brasília”.

O MP do Mato Grosso ainda solicitou que a denúncia também fosse encaminhada para o comando da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal para que “tomem conhecimento e providências necessárias”.

Procurada, a PRF informou que todas as denúncias recebidas “estão sendo tratadas e compartilhadas com os demais órgãos de segurança pública”. Além disso, disse estar de prontidão para agir caso seja necessário.

Posse

A cerimônia da posse está marcada para começar por volta de 14h, com o tradicional desfile de carro pela Esplanada. Depois, Lula e o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), participam de solenidade no Congresso Nacional e partem para o Palácio do Planalto, onde o petista receberá a faixa presidencial.

Além do rito oficial, haverá um festival de música com shows de mais de 20 artistas, feira gastronômica e espaço para crianças.

A expectativa dos organizadores é que o evento receba cerca de 300 mil pessoas. O setor hoteleiro e o Aeroporto Internacional de Brasília projetam um aumento na movimentação de visitantes durante o período. A cerimônia também deve ter a presença de 17 chefes de Estado, além de representantes de 120 países. Para dar conta da demanda, o Governo do Distrito Federal disponibilizará 100% das forças de segurança para atuar no dia do evento.

Às 15h, no Congresso, ocorre a sessão solene de posse. O evento prevê a assinatura do termo de posse presidencial, o juramento à Constituição e discursos de Lula e do presidente do Congresso Nacional.

Depois, os dois seguem para o Palácio do Planalto, quando vão subir a rampa e passar pela tradicional cerimônia de passada de faixa. Em seguida, Lula fará um novo discurso no Parlatório.

Com informações Metrópoles 

 

Veja Também

Comentários estão fechados.