Notícias de Caçador e Região

Movimento Santa Catarina pela Educação discute desafios para o próximo triênio

A 3ª Reunião ordinária da Câmara Regional do Movimento SC pela Educação da Vice-Presidência Regional Centro-Norte da FIESC foi realizada dia 30 de setembro, reunindo 34 participantes.

A mediação foi realizada pelo gerente executivo SESI, SENAI e IEL, Daniel Tenconi. Na reunião foram apresentadas as ações da Câmara Regional e discutidos os desafios para o triênio 2022-2024.

O evento teve a participação de Sandro Volpatto, coordenador da área de Assessoria de Responsabilidade Social da FIESC e de Osnilda Leite, líder do Movimento SC pela Educação em todo o estado.

O Movimento Santa Catarina pela Educação, que tem como propósito fortalecer ações voltadas ao desenvolvimento econômico da região, debateu os desafios da educação para O triênio 2022-2024.

Um dos objetivos é fortalecer a marca, ampliar as parcerias com a sociedade e intensificar a divulgação dos serviços ofertados pela plataforma do Movimento, que conecta pessoas em busca de oportunidades de emprego com empresas que têm vagas em aberto, além de ofertar cursos de formação totalmente online e gratuitos.

Sandro Volpatto apresentou o plano de comunicação estadual para os próximos meses, além de dados sobre a plataforma. São mais de meio milhão de acessos na plataforma em SC, com taxa de efetividade de mais de 35% dos currículos cadastrados que ocuparam vagas de emprego através da plataforma. “A intenção é aumentar esse número cada vez mais. Neste segundo ciclo, as capacitações ofertadas seguem a vocação econômica local, com possibilidade de customização por munícipio, por meio de parcerias com as prefeituras, de forma gratuita. Citamos como exemplo a Plataforma Caçador Mais Empregos já em execução e, em negociação com Fraiburgo e Curitibanos”, explica.

Daniel Tenconi falou que estas iniciativas já têm gerado desdobramentos para que A Câmara do Movimento possa contribuir com as prefeituras. “Unindo esforços com os parceiros, pensando em como resolver a questão da falta de mão de obra qualificada na região, por meio de um grande grupo de trabalho. Isso pode ser feito em todos os municípios”, afirma.

A valorização da educação profissional foi outro assunto discutido. A intenção é promover a capacitação e a inserção de estudantes do ensino médio no mercado de trabalho, incentivando-os a optar pelo ensino profissionalizante. Com isso, agregando valor econômico às empresas e valor social às pessoas.

Osnilda Leite declarou que os assuntos discutidos na câmara regional são base para a proposição de novas ações e novos direcionamentos para o programa. Segundo ela, são analisadas as características da região, somando à escuta ativa dos empresários, dos parceiros, fazendo um estudo de cenários para ser cada vez mais assertivos. “Isso remete aos desafios e o impacto que as ações irão causar para alavancarmos os dados postos pelo grupo, em se tratando do potencial que temos para explorar por meio dos principais setores econômicos: indústria, comércio e serviços, transporte e agropecuária”, revela.

No Brasil, SC é o 2º estado no ranking de competitividade. O 1º é o estado de São Paulo. Sendo a educação o fator determinante quando se fala em distribuição de jovens, por tipo de atividade, o que chama a atenção são os 16,9%. Ou seja, 292.913 pessoas em SC que não estão estudando, e não possuem uma ocupação.

Também foi discutido o percentual de quase 38% de evasão escolar (alunos de 17 a 19 anos) e os motivos de abandono na educação básica.

Ações da Câmara Regional

Entre as ações realizadas pela Câmara, está o apoio aos Núcleos de RH, buscando alternativas para recrutamento e seleção, principalmente em atenção às necessidades das empresas, com base no recrutamento e seleção por competência.

Em outra frente de atuação, a importância de aproximar o relacionamento com as escolas para criar uma cultura que desperte o interesse para o trabalho. Estão sendo ofertados cursos em parcerias com as escolas, abordando temas sobre empreendedorismo, gestão do tempo, gestão da propriedade, assuntos comportamentais que estimulem a proatividade e independência, compromisso, responsabilidade, inteligência emocional, gestão de carreira.

Mais divulgação da plataforma do Movimento SC pela Educação

Parcerias e ações foram estabelecidas para aumentar número de visualizações da plataforma.

Foram 64 empresas que utilizaram a plataforma para divulgar 511 vagas de emprego na Regional. Hoje são 305 candidatos que utilizaram a plataforma, buscando ocupar uma vaga disponível.

O vice-presidente regional Leonir Tesser informou que na região centro-norte em 2020 o saldo de empregos cegou a 4.218 postos de trabalho em plena pandemia e, em 2021 até o mês de julho o saldo continua positivo, na ordem de 7.418 postos de trabalho. “Por isso a responsabilidade de cada parceiro em atuar fortemente para dar conta de qualificar toda essa mão de obra em resposta às necessidades das empresas”, completa.

Veja Também

Comentários estão fechados.