Notícias de Caçador e Região

Morte em acidente é julgado por acadêmicos da Uniarp

Um acidente de trânsito com embriaguez, falta de habilitação e ultrapassagem em local proibido que resultou em morte, foi o caso julgado neste sábado (16), no Tribunal do Júri de Caçador por acadêmicos da 7ª fase do Curso de Direito da Uniarp, no júri simulado. O acidente envolveu três veículos e aconteceu em uma curva em Ipomeia, em 2009.

O evento faz parte da disciplina Direito Processual Penal II e teve a orientação do professor Ricardo Emílio Zart. Este ano o júri terá uma nova “roupagem” organizada pela coordenação. Cada equipe (defesa, acusação, juiz, organização) foi acompanhada por um professor. Estiveram envolvidos no Juri Simulado os professores: Ricardo Zart, Rubens Pavarin, Jociane Machiavelli Oufella, coordenadora do curso de Direito, Marcelo Ricardo Colaço e o Promotor de Justiça João Paulo de Andrade. Todos com muito empenho acompanharam os acadêmicos há meses na preparação do júri. Os acadêmicos participantes receberam certificados e a prática serve como horas complementares exigidas no curso.

Fotos: Andrielli Zambonin

Veja Também

Comentários estão fechados.