Notícias de Caçador e Região

Moisés defende liberações em SC e afirma que vacina deve chegar em janeiro

No dia em que Santa Catarina atingiu um dos piores momentos na pandemia, com todas as regiões em nível gravíssimo para a Covid-19, o governador Carlos Moisés voltou a defender as flexibilizações anunciadas pelo governo na última semana.

Moisés também afirmou que a expectativa é de que o Governo Federal disponibilize as primeiras doses da vacina do novo coronavírus por volta do dia 20 de janeiro.

As falas ocorreram em reunião com empresários e lideranças políticas na manhã desta quarta-feira (23), em Joinville, no Norte do Estado.

Durante a fala, ele afirmou que as medidas têm como objetivo evitar a clandestinidade. As mais recentes dizem respeito à liberação de casas noturnas, eventos sociais, cinemas, teatros, parques temáticos e transporte coletivo na temporada de verão em Santa Catarina.

Também ficou decidido que hotéis e pousadas poderão operar com ocupação integral.

Porém, nesta terça-feira (22), a Justiça acatou pedido do MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) e barrou as liberações, dando o prazo de 48h para que o Estado reestabeleça as restrições dos decretos antigos – das portarias 710, 737, 743 e 744/2020.

Durante o encontro, Moisés reforçou que o Estado vai recorrer da decisão.

“Penso que as medidas foram acertadas. Nós entendemos que a ação do governo é correta quando a gente trata igualmente os iguais. A lógica é a liberdade do indivíduo. Toda vez que o Estado tem que restringir isso, aí sim ele deve se justificar. Então, estamos regrando as pessoas que vão estar nas praias, parques, parques aquáticos, porque é natural que nesse período essa seja uma realidade que a gente não tem como conter”, afirmou.

A quantidade de pessoas que devem ocupar estes locais é uma preocupação. Afinal, com a chegada do verão, Santa Catarina deve receber milhares de turistas, principalmente nas cidades litorâneas, o que deve dificultar a fiscalização das medidas.

Sobre isso, o governador alegou que “as pessoas vão vir para Santa Catarina e não temos como prever o quanto será esta população flutuante. Para isso, a fiscalização foi ampliada por meio de convênio com a segurança pública. Então, além da vigilância epidemiológica e sanitária, também atuam os bombeiros militares e as polícias civis e militares, que vão atuar neste meio”.

Vacinas devem chegar em janeiro

Na visita, Moisés mencionou que a expectativa é de que o Governo Federal disponibilize as primeiras doses da vacina do novo coronavírus por volta do dia 20 ou 21 de janeiro.

Na semana passada, a Secretaria de Estado da Saúde divulgou o plano de imunização em Santa Catarina. O ND+ mostrou com exclusividade todos os detalhes do planejamento em reportagem do dia 4 de dezembro.

O governo do Estado lançou, nesta quarta-feira (16), o Plano de Vacinação contra a Covid-19 em Santa Catarina, que ocorrerá de acordo com o governo federal e os municípios.

A expectativa é de que 2,8 milhões de pessoas dos grupos prioritários sejam vacinadas em um primeiro momento. O documento possui 25 páginas e define as diretrizes de vacinação no território catarinense.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.